Resumo Trabalho

ASPECTOS NEUROLÓGICOS E FUNCIONAIS DO ALZHEIMER EM IDOSOS NA PERSPECTIVA DA TERAPIA OCUPACIONAL

PRISCILA BARBOSA LINS FALCÃO, GRAZIELA DOMINGOS AZEVEDO MELO, GABRIELLA CAROLAYNE BERTOLDO MACIEL, JANYNE MARINHO DOS SANTOS e orientado por ANA LÚCIA BASÍLIO CARNEIRO

A DOENÇA DE ALZHEIMER (DA) É UMA DISFUNÇÃO NEURODEGENERATIVA PROGRESSIVA E IRREVERSÍVEL QUE COMPROMETE ASPECTOS NEUROLÓGICOS E FUNCIONAIS DOS INDIVÍDUOS. É A FORMA DE DEMÊNCIA MAIS COMUM ENTRE IDOSOS E POSSUI AUMENTO GRADUAL JUNTO AO ENVELHECIMENTO POPULACIONAL. EM PACIENTES COM DA, O COMPROMETIMENTO NEUROLÓGICO AFETA O FUNCIONAMENTO OCUPACIONAL E SOCIAL DO INDIVÍDUO, TAMBÉM CAUSANDO PERDA DE DIVERSOS FATORES DA FUNCIONALIDADE. O OBJETIVO DESSE ESTUDO É IDENTIFICAR OS ASPECTOS NEUROLÓGICOS E FUNCIONAIS NOS IDOSOS COM DA, ANALISAR A INFLUÊNCIA DA CONDIÇÃO NA FUNCIONALIDADE DOS IDOSOS E DEMONSTRAR POSSÍVEIS INTERVENÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL EM CASOS DE DA. TRATA-SE DE UMA REVISÃO NARRATIVA DE LITERATURA. O LEVANTAMENTO DOS ESTUDOS FOI FEITO POR MEIO DE BASES DE DADOS ESPECÍFICAS DA TERAPIA OCUPACIONAL, GERONTOLOGIA E NEUROLOGIA. DENTRE OS VÁRIOS TIPOS DE DEMÊNCIA, A DA É PREVALENTE NA MAIORIA DOS CASOS. ESSAS PERDAS ACABAM GERANDO DÉFICITS COGNITIVOS, NEUROLÓGICOS, FUNCIONAIS E SOCIAIS, DETERIORANDO A QUALIDADE DE VIDA E O DESEMPENHO OCUPACIONAL. NESSA PERSPECTIVA, A TERAPIA OCUPACIONAL SURGE COMO MEIO PARA A RESSIGNIFICAÇÃO DO COTIDIANO DO IDOSO, MELHORANDO SEU DESEMPENHO OCUPACIONAL POR MEIO DE ATIVIDADES ANTES TÃO SIGNIFICATIVAS. PORTANTO, AS INTERVENÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL JUNTO A IDOSOS COM DA BUSCAM MELHORAR O DESEMPENHO OCUPACIONAL, PROMOVENDO GANHOS NA AUTONOMIA, INDEPENDÊNCIA, SOCIALIZAÇÃO E FUNCIONALIDADE POR MEIO DA ABORDAGEM COGNITIVA. NESSE CENÁRIO, A TERAPIA OCUPACIONAL POSSUI MANEJOS TERAPÊUTICOS QUE INTEGRAM FATORES NEUROLÓGICOS E FUNCIONAIS, A FIM DE PROPORCIONAR UMA MELHOR QUALIDADE DE VIDA E A POTENCIALIZAÇÃO OU MANUTENÇÃO DO DESEMPENHO OCUPACIONAL.

Veja o artigo completo: PDF