Resumo Trabalho

FATORES DE RISCO DE LESÃO POR PRESSÃO EM IDOSOS UTILIZANDO A NANDA-I

BELARMINO SANTOS DE SOUSA JÚNIOR, ALEX ALEXANDRE DA SILVA, SIDNEY RAFAEL GOMES DE OLIVEIRA e orientado por ANA ELZA OLIVEIRA DE MENDONÇA

INTRODUÇÃO: AS LESÕES POR PRESSÃO (LP) REPRESENTAM UM GRAVE PROBLEMA E UM DESAFIO Á EQUIPE, EM TERMOS DE SOFRIMENTO PESSOAL E ECONÔMICO, UMA VEZ QUE CONSOMEM DEMASIADAS HORAS DE ENFERMAGEM E RECURSOS DO SISTEMA DE SAÚDE. ASSIM, O PROFISSIONAL ENFERMEIRO DEVE UTILIZAR AS FERRAMENTAS DA SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM (SAE) PARA TRAÇAR O CUIDADO PREVENTIVO À ESTAS LESÕES. OBJETIVO: ANALISAR OS FATORES DE RISCO PARA O DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM RISCO DE LESÃO POR PRESSÃO DE ACORDO COM A TAXONOMIA II DA NORTH AMERICAN NURSING DIAGNOSIS ASSOCIATION (NANDA) EM PACIENTES IDOSOS INTERNADOS NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA (UTI). MÉTODOS: ESTUDO TRANSVERSAL DE ABORDAGEM QUANTITATIVA, REALIZADO ENTRE JANEIRO E MAIO DE 2018, NA UTI DE UM HOSPITAL DA REDE PRIVADA DE SAÚDE, NO NORDESTE DO BRASIL. A AMOSTRA FOI COMPOSTA POR 30 IDOSOS, E OS DADOS FORAM COLETADOS ATRAVÉS DE UM FORMULÁRIO ESPECÍFICO E EXAME FÍSICO, APÓS APROVAÇÃO DO PROJETO PELO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA. RESULTADOS: ELENCOU-SE 20 FATORES DE RISCOS, OS MAIS PREVALENTES FORAM: ESCORE NA ESCALA DE BRADEN <18, AGENTES FARMACOLÓGICOS, ALTERAÇÃO NA FUNÇÃO COGNITIVA, REDUÇÃO NA MOBILIDADE, ALTERAÇÃO NA SENSIBILIDADE, ATRITO EM SUPERFÍCIE, FORÇAS DE CISALHAMENTO, PRESSÃO SOBRE PROEMINÊNCIA ÓSSEA, UMIDADE DA PELE, INCONTINÊNCIA, USO DE LENÇÓIS COM PROPRIEDADE INSUFICIENTE DE REDUÇÃO DA UMIDADE, DÉFICIT DO AUTOCUIDADO, NUTRIÇÃO INADEQUADA E REDUÇÃO NA PERFUSÃO TISSULAR. CONCLUSÃO: A IDENTIFICAÇÃO DOS FATORES DE RISCO DE LESÃO POR PRESSÃO REFORÇA A IMPORTÂNCIA DA IMPLANTAÇÃO DO PROCESSO DE ENFERMAGEM A ESSES PACIENTES, COLABORANDO COM O PLANEJAMENTO DAS AÇÕES DO ENFERMEIRO FUNDAMENTADAS E ADEQUADAS DE ACORDO COM AS NECESSIDADES DE CADA INDIVÍDUO.

Veja o artigo completo: PDF