Resumo Trabalho

COMORBIDADES ASSOCIADAS AO DIABETES MELLITUS EM IDOSOS ASSISTIDOS PELA ATENÇÃO BÁSICA

ISABELY FRÓES CORREIA, CAIO VENANCIO DUARTE CARVALHO, SAIONARA DA SILVA BRITO, JOICE AMORIM SANTOS e orientado por POLLYANNA VIANA LIMA e orientado por POLLYANNA VIANA LIMA

Introdução: O Diabetes Mellitus é uma doença de alta prevalência e que demanda grande custo social e econômico, principalmente quando associado à outra patologia. Nesse sentido, pesquisar as comorbidades relacionadas ao diabetes é de grande relevância, pois ainda são escassas as informações sobre o tema, bem como, pode possibilitar em programas de promoção e prevenção a associações que elevem as necessidades de cuidado de pessoas que vivenciam com diabetes, especialmente as idosas. Objetivo: Avaliar as comorbidades dos idosos com Diabetes Mellitus na Atenção Básica do município de Vitória da Conquista/BA. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa do tipo descritiva, exploratória de abordagem quantitativa, realizada com 35 idosos que atenderam aos seguintes critérios de inclusão: idosos com 60 anos ou mais; cadastrados na rede de atenção básica; de ambos os sexos; portadores de diabetes do tipo I e do tipo II; com a capacidade e cognição preservada, sendo avaliado através do Mini Exame do Estado Mental e que aceitaram participar do estudo, assinando o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. O estudo foi realizado no período de agosto a setembro de 2017, em duas Unidades Básicas de Saúde, do município de Vitória da Conquista/BA, pelos pesquisadores do projeto com o auxilio dos Agentes Comunitários de Saúde. A coleta de dados foi realizada, tanto em Unidades Básicas de Saúde, quanto nas residências dos idosos, quando estes não poderiam se deslocar até a unidade. Foram aplicados os seguintes instrumentos para a coleta dos dados: Questionário Sóciodemográfico e Econômico e Questionário de Condições de Saúde, ambos construídos pelos pesquisadores. A análise estatística foi realizada com auxílio do programa Statistical Package for Social Science for Windows (SPSS®), Versão 22.0 e os resultados das variáveis apresentados por meio de frequência e porcentagem. O projeto foi submetido à aprovação do Comitê de Ética em Pesquisas da Faculdade Independente do Nordeste/FAINOR com parecer nº 2.234.746. Resultados: No que se refere ao perfil dos 35 idosos que participaram do estudo a média de idade foi 70,5 anos, com predominância do sexo feminino 77,1%, de cor branca 40%, casados 57,1%, sem escolaridade 51,4%, aposentados 94,30%, renda de um salário mínimo 77,1%, que mora com cônjuge 40% e evangélicos 51,4%. Quanto à comorbidades associadas ao diabetes, as principais que os idosos referiram foram: hipertensão (56%), doenças respiratórias (15%) e dislipidemias (13%). Conclusão: Dentre as várias comorbidades que afetam os idosos com diabetes, nesse estudo foi observado que a hipertensão é mais presente. Portanto, diante dos riscos que a hipertensão pode trazer para a saúde da pessoa idosa com diabetes, faz necessária a adoção de medidas de educação em saúde que tenham como objetivo a prevenção e o controle desse quadro. Os profissionais da área de saúde que realizam o cuidado a estes indivíduos precisam estar atentos a este dado, estimulando-os a adotarem a prática de atividade física regular e acompanhada, o cuidado com uma dieta alimentar, o uso da medicação prescrita de forma correta e o acompanhamento dos níveis pressóricos.

Veja o artigo completo: PDF