Resumo Trabalho

O PERFIL DE IDOSOS HOSPITALIZADOS QUE UTILIZAM MEDICAMENTOS COMO FATORES DE RISCO DE QUEDAS

RENATA MAIA DE MEDEIROS FALCAO, RAFAELA RODRIGUES CARVALHO DE LIMA, MAYARA MUNIZ PEIXOTO RODRIGUES, RAFAELLA FELIX SERAFIM VERAS e orientado por JACIRA DOS SANTOS OLIVEIRA e orientado por JACIRA DOS SANTOS OLIVEIRA

Introdução: Com o envelhecimento, a pessoa apresenta alterações fisiológicas, próprias do processo, e assim, torna-se mais susceptível à internação. Idosos hospitalizados por estarem em um ambiente desconhecido e utilizar a polifarmácia apresentam maior vulnerabilidade a quedas. Avaliar o risco de queda ou identificar o paciente em risco é um componente necessário de qualquer programa de prevenção de quedas. Objetivos: identificar o perfil sócio demográfico dos idosos hospitalizados que fazem uso de medicamentos que aumentam o risco de quedas correlacionando-os com a Fall Risk Score de Downtown. Materiais e métodos: Trata-se de uma pesquisa exploratório-descritiva, de caráter quantitativo e corte transversal. Estudo realizado nas unidades de clínica, cirúrgica e infecto de um Hospital de Ensino. Foram inclusos, idosos acima de 60 anos que estavam hospitalizados, e excluídos idosos que apresentaram uma baixa pontuação de acordo com o MEEM. Foi aplicado um instrumento de coleta de dados. O desenvolvimento da investigação norteou-se na Resolução nº. 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde, bem como o da Resolução COFEN-311/2007. Resultados: a maioria é do sexo feminino, casado, escolaridade básica, possuem 60 à 71 anos de idade. Foi identificado que 98 idosos faziam uso de medicamentos considerados fatores de risco de quedas, e que através da Fall Risk Score destacaram-se alto risco para a ocorrência desse evento. Conclusões: as quedas estão ligadas diretamente aos indicadores de segurança do paciente, torna-se necessário avaliar os fatores de risco na população e realizar estratégias que auxiliem na prevenção para manutenção da saúde do idoso hospitalizado.

Veja o artigo completo: PDF