Resumo Trabalho

PRINCIPAIS CAUSAS DE MORTALIDADE EM IDOSOS NO ESTADO DA PARAÍBA

FABRICIA CRISTINA VIDAL SILVA, BRUNO NEVES DA SILVA, MAISA GALDINO PEREIRA, PALOMA KAREN HOLANDA BRITO e orientado por CÍCERA RENATA DINIZ VIEIRA SILVA e orientado por CÍCERA RENATA DINIZ VIEIRA SILVA

O aumento do contingente populacional de idosos no Brasil tem se tornado uma realidade. Atrelado a isso, o prolongamento da expectativa de vida leva gradativamente ao crescimento das doenças crônico-degenerativas o que resulta em aumento da morbimortalidade do público geriátrico. Dentre as causas de maior mortalidade de idosos no Brasil, merecem destaque as doenças circulatórias, as neoplasias e as respiratórias. Deste modo, surge a necessidade de analisar o perfil de mortalidade dessa população através de estudos epidemiológicos, a fim de se elaborar medidas de controle e prevenção destas moléstias. O estudo teve como objetivo traçar as principais causas de óbitos em idosos no Estado da Paraíba. Trata-se de um estudo retrospectivo com abordagem quantitativa, com a utilização de dados secundários do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), no período de 2000 a 2015. Contatou-se que as doenças cardiovasculares, em especial as doenças cerebrovasculares, quantitativamente representam a principal causa de morte em idosos Paraibanos. O óbito sem assistência médica é a segunda causa de mortalidade nessa população, seguida de neoplasias malignas, pneumonias e diabetes mellitus. Faz-se necessário a análise das principais causas de morte na população idosa, para que sejam traçadas medidas cabíveis, como a intensificação de políticas públicas existentes e a criação de novas políticas, além de ações que visem a promoção da saúde e a prevenção de doenças que mais acometem os idosos, a fim de melhorar o processo de envelhecimento e reduzir a taxa de mortalidade dessa parcela populacional.

Veja o artigo completo: PDF