Resumo Trabalho

APLICAÇÃO DE QUESTIONÁRIOS ONLINE NA PESQUISA CIENTÍFICA COM IDOSOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA

CAIO VENANCIO DUARTE CARVALHO, TATIANE DIAS CASIMIRO VALENÇA, JOICE AMORIM SANTOS, ISABELY FRÓES CORREIA e orientado por POLLYANNA VIANA LIMA e orientado por POLLYANNA VIANA LIMA

Introdução: A busca por novas tecnologias para facilitar e auxiliar o desenvolvimento nas pesquisas científicas é uma realidade que está cada vez mais presente. As aplicações dessas ferramentas eletrônicas estão sendo empregadas, principalmente, nas pesquisas de delineamento quantitativas descritivas, pois essas apresentam como objetivo a análise de fatos ou fenômenos através do emprego de artifícios quantitativos, visando à coleta sistemática de dados. Objetivo: foi relatar a experiência de graduandos da iniciação científica do curso de Enfermagem e Engenharia Elétrica a respeito da utilização de questionários online durante a coleta de dados de uma pesquisa científica realizada com pessoas idosas com diagnóstico de Diabetes Mellitus. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo, tipo relato de experiência, tendo como cenário duas Unidades de Saúde da Família (USF) de um município do interior da Bahia. As experiências do uso dos questionários online para coleta de dados foram vivenciadas por 04 graduandos do curso de Enfermagem e 01 do curso de Engenharia Elétrica, participantes da Iniciação Científica da Faculdade Independente do Nordeste/FAINOR, durante a coleta de dados do projeto de Pesquisa Intitulado: Perfil biopsicossocial e de qualidade vida de idosos com Diabetes Mellitus cadastrados na atenção básica: um estudo comparativo. A coleta de dados desse projeto foi realizada pelos graduandos em parceria com os Agentes Comunitários de Saúde de cada USF utilizando os seguintes instrumentos: Questionário sóciodemográfico econômico; Questionário de Condições de Saúde; Escala de Ansiedade de Beck10; Escala de Depressão Geriátrica11; Whoqol-old12. Todos os instrumentos foram implementados e transferidos para o banco de informações através da plataforma de questionários online Google Forms. Resultados e Discussão: De acordo com os relatos dos graduandos, não houve dificuldade no uso dos questionários eletrônicos durante a coleta dos dados em campo. Algumas intercorrências foram apontadas, como a problemas em manter-se conectados a rede eletrônica em alguns locais, mas foram sanadas e os dados coletados. Entre as vantagens descritas pelos graduandos estão: a não utilização de grande quantidade de papel e caneta durante a locomoção no campo de pesquisa; a facilidade em corrigir algum dado marcado errado; o envio das informações logo após a coleta para um banco de dados; simplicidade e rapidez no preenchimento. Conclusão: os relatos evidenciaram que o uso dessas ferramentas apresentou mais vantagens do que desvantagens. Diante disso, ressalta-se que a evolução da tecnologia da informação no meio acadêmico-científico favorecendo o desenvolvimento das pesquisas científicas na área do envelhecimento humano e da saúde em geral.

Veja o artigo completo: PDF