Resumo Trabalho

PERFIL DE FUNCIONALIDADE E INCAPACIDADE DE IDOSOS

GYLCE ELOISA CABREIRA PANITZ CRUZ, EDUARDO SERGIO DA SILVA

Objetivo: identificar na percepção das pessoas com 60 ou mais anos de idade, os determinantes da dimensão de capacidade e incapacidade para as AVDs e AIVDs. Método: estudo descritivo transversal, com abordagem quantitativa, baseado no inquérito observacional com pessoas de 60 anos ou mais de idade, matriculados na Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI) da Universidade Federal de São João Del Rei-UFSJ- MG-Brasil. Está sendo aplicado o instrumento World Health Organization Disability Assessment Schedule (WHODAS 2.0), Escala de Avaliação de Incapacidade da Organização Mundial da Saúde, traduzido para o português, versão composta por 12 perguntas, administrado por entrevistador e auto-administrado. Uma escala transcultural, prática e genérica de avaliação percebida, associada à condição de saúde nos 30 dias que antecedem sua aplicação, que proporciona um perfil e uma medida geral de funcionalidade e incapacidade de seis domínios de vida: Está sendo aplicado o instrumento World Health Organization Disability Assessment Schedule (WHODAS 2.0), Escala de Avaliação de Incapacidade da Organização Mundial da Saúde, traduzido para o português, versão composta por 12 perguntas, administrado por entrevistador e auto-administrado. Uma escala transcultural, prática e genérica de avaliação percebida, associada à condição de saúde nos 30 dias que antecedem sua aplicação, que proporciona um perfil e uma medida geral de funcionalidade e incapacidade de seis domínios de vida; Cognição, Mobilidade, Autocuidado, Relações interpessoais, Atividades de vida e Participação. Para a análise absoluta e relativa dos dados coletados, está sendo utilizado o programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) 22.0 e, que identifica as variáveis que caracterizam os aspectos sociais e demográficos, por estatística descritiva (média, desvio padrão e frequência simples das variáveis contínuas). Conforme indicado no manual do WHODAS 2.0.. A consistência interna dos dados está sendo tratada estatisticamente pelo alfa de Cronbach (α), que varia entre 0 e 1, recomendado pela OMS e o teste Qui-quadrado de Pearson e Mann Whitney para a associação das variáveis independentes, sendo também estabelecido o nível de significância para o valor de p

Veja o artigo completo: PDF