Resumo Trabalho

#TÔ NA REDE – A TECNOLOGIA TRANSFORMANDO REALIDADES

PATRICIA SIRIANNI, MUNIRA SIMÃO AIEX

A Rede Assistencial possui unidades de saúde e serviços ligados à Rede de Atenção Básica e à Rede de Atenção Especializada. Dentre as diversas ações governamentais para o envelhecimento em São Paulo, da linha de cuidados da saúde da pessoa idosa, existe desde 2008 como política pública municipal, o Programa Acompanhante de Idosos que tem como maior objetivo a promoção da qualidade de vida à população idosa mais frágil e vulnerável. Das 34 equipes implantadas na cidade, três encontram-se na região de Cidade Ademar, território onde a OS Santa Catarina atua como gestora das unidades A Organização Social Associação Congregação de Santa Catarina (OS–Santa Catarina) é uma Instituição filantrópica ligada ao Terceiro Setor, sem fins lucrativos, responsável pelo gerenciamento de serviços de saúde do SUS (Sistema Único de Saúde) através de Contrato de Gestão com a Prefeitura de São Paulo. PAI Cidade Ademar – equipe lotada na Unidade de Referência à Saúde do Idoso – URSI Cidade Ademar – implantação em 2008 PAI Miriam II – equipe lotada na Unidade Básica de Saúde Integral Miriam II – implantação em 2013. PAI Dorotéia – equipe lotada na Unidade Básica de Saúde Integrada Pq. Dorotéia – implantação em 2016. Um dos objetivos do PAI é trabalhar a autonomia e a independência do idoso por meio do fortalecimento da rede de cuidados formal e informal. A intersetorialidade entre as organizações governamentais e não governamentais mostra alternativas para a oferta de serviços para a população em 2016 a OS Santa Catarina/UBSI Miriam II fecha parceria com a Organização Não Governamental ADRA - Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais, instituição, sem fins lucrativos. Foi a Inclusão Digital no envelhecimento uma das ações escolhidas para o desenvolvimento em conjunto, onde a ADRA ofertou recursos básicos necessários: equipamentos, espaço físico, instrutor de informática para que o Projeto ocorresse. Incluir digitalmente não é apenas "alfabetizar" as pessoas em informática, mas também melhorar os quadros sociais a partir do manuseio dos computadores. Não apenas ensiná-las a usar o computador, mas melhorar as condições de vida delas de forma geral, seja pela aquisição de novas tecnologias, seja pelo convívio com outras pessoas, além da possibilidade de convívio intergeracional. Através da democratização do acesso e com ajuda da tecnologia disponível buscam-se a integração entre educação, tecnologia e cidadania, visando transformação social. O Envelhecimento Ativo é incentivado e orientado pela Organização Mundial de Saúde e Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa, que consideram a saúde para o idoso não a inexistência de doenças, mas a presença de autonomia e independência. Envelhecer ativamente permite que as pessoas percebam suas potencialidades para o bem estar físico, social e mental no decorrer da vida, e que participem na sociedade conforme suas necessidades, desejos e capacidades. Para o ano de 2018 é previsto a continuação da parceria entre as organizações e também do projeto, e também é previsto que a equipe PAI Dorotéia também venha participar do Projeto.

Veja o artigo completo: PDF