Resumo Trabalho

ESCORPIONISMO: ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS E CLÍNICOS EM IDOSOS

RAQUEL COSTA E SILVA, MARINA LIA FOOK, SAYONARA MARIA LIA FOOK e orientado por JOSIMAR DOS SANTOS MEDEIROS

OS ANIMAIS PEÇONHENTOS BRASILEIROS DE INTERESSE MÉDICO POSSUEM POTENCIAL DE GRAVIDADE NOS ACIDENTES CAUSADOS, ESPECIALMENTE PARA CRIANÇAS E IDOSOS. NO BRASIL, ESCORPIÕES DO GÊNERO TITYUS POSSUEM ELEVADA IMPORTÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA; SENDO QUE A ESPÉCIE TITYUS STIGMURUS CORRESPONDE À PRINCIPAL RESPONSÁVEL PELOS ACIDENTES NO NORDESTE. DIANTE DISTO, OBJETIVOU-SE AVALIAR OS CASOS DE ACIDENTES ESCORPIÔNICOS EM IDOSOS NOTIFICADOS PELO CENTRO DE INFORMAÇÃO E ASSISTÊNCIA TOXICOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE (CIATOX – CG), NO ANO DE 2018. O ESTUDO POSSUI CARÁTER TRANSVERSAL, DESCRITIVO E RETROSPECTIVO, DOS CASOS DE ACIDENTES COM ANIMAIS PEÇONHENTOS ATENDIDOS E NOTIFICADOS PELO CIATOX-CG, NO PERÍODO DE JANEIRO A DEZEMBRO DE 2018. OS DADOS FORAM COLETADOS DA FICHA NOTIFICAÇÃO DE ACIDENTES COM ANIMAIS PEÇONHENTOS DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO (SINAN). O BANCO DE DADOS FOI CONSTRUÍDO ATRAVÉS DO MICROSOFT EXCEL 2013®. FORAM NOTIFICADOS 223 CASOS, COM MAIOR FREQUÊNCIA NO GÊNERO FEMININO (152; 68,1%); APOSENTADAS (85; 55,6%) E COM ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO (31; 20,4%). A MAIORIA DOS CASOS (215; 96,4%) FOI CLASSIFICADA COMO “LEVE”. FOI NECESSÁRIA A ADMINISTRAÇÃO DE SOROTERAPIA ANTIESCORPIÔNICA (SAEES) EM 8 PACIENTES (3,6%) CLASSIFICADOS COMO CASOS “MODERADOS”. OS ACIDENTES ENVOLVENDO ESCORPIÕES CONSTITUEM UMA EPIDEMIA NACIONAL, COM POUCA RELEVÂNCIA ENTRE OS POLÍTICOS, GESTORES E ATÉ MESMO, PROFISSIONAIS DA SAÚDE. POR ESTA RAZÃO, MEDIDAS PREVENTIVAS E EDUCATIVAS, MELHOR ESTRUTURAÇÃO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE E DOS AMBIENTES URBANOS, DEVEM CONSTAR COMO PRIORIDADE NOS PROGRAMAS DO GOVERNO, COM O INTUITO DE REDUZIR A OCORRÊNCIA DESTES AGRAVOS.

Veja o artigo completo: PDF