Resumo Trabalho

COBERTURA VACINAL CONTRA INFLUENZA E MORTALIDADE POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EM IDOSOS DE UM ESTADO DO NORDESTE BRASILEIRO, 2005-2014

CLAUDIO JOSE DOS SANTOS JUNIOR, JAILTON ROCHA MISAEL, GUILHERME CALIXTO DOS SANTOS NEVES, MARIA CLARA DOMINGOS DE ARAÚJO SOUSA e orientado por ELAINE CRISTINA TÔRRES OLIVEIRA e orientado por ELAINE CRISTINA TÔRRES OLIVEIRA

A vacinação contra o vírus da influenza tem sido evidenciada em vários estudos como sendo um fator de prevenção de internações e mortes por doenças respiratórias na população idosa. O presente trabalho objetivou analisar a cobertura vacinal contra o vírus da influenza na população idosa de Alagoas, relacionando aos números de hospitalização e óbitos por doenças respiratórias no período de 2005 a 2014. Para tanto foram selecionadas as informações sobre a cobertura vacinal contra influenza e indicadores de mortalidade e hospitalização por pneumonia e gripe disponibilizados pelos Sistemas de Informações do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS). Como resultados, verificou-se que, apesar da intervenção vacinal contra influenza ser apontada pela literatura consultada como sendo o fator mais relacionado com a diminuição das internações e óbitos por doenças respiratórias, ao serem confrontados os números relativos à cobertura pela imunização e as taxas de internações e de óbitos por gripe ou pneumonia, não se pode verificar redução nos indicadores relativos à hospitalização e à mortalidade por essas doenças respiratórias no público idoso, mesmo tendo Alagoas cumprido a meta de vacinação contra o vírus da influenza preconizada pelo Ministério da Saúde para o grupo populacional de indivíduos com 60 anos ou mais em 90% do período em estudo.

Veja o artigo completo: PDF