Resumo Trabalho

A INCLUSÃO DO PÚBLICO IDOSO EM AÇÕES DE TRIAGENS SOROLÓGICAS: UMA ANÁLISE DA PREVALÊNCIA DE HEPATITES VIRAIS, SÍFILIS E HIV EM UM MUNICÍPIO DE ALAGOAS

JAILTON ROCHA MISAEL, CLAUDIO JOSE DOS SANTOS JUNIOR, MARIA CLARA DOMINGOS DE ARAÚJO SOUSA, RAQUEL DE LIMA CHICUTA e orientado por GILVANA MARIA VIEIRA XAVIER e orientado por GILVANA MARIA VIEIRA XAVIER

Introdução: Os testes rápidos (TR) para as Hepatites B e C, Sífilis e HIV estão disponíveis em todas as Unidades de Atenção Primária de Saúde (UAPS) do município de Junqueiro desde o ano de 2014. Ampliando o acesso populacional, com ações extramuros, denominadas mutirões de triagens sorológicas (MTS), notou-se uma elevação expressiva no diagnóstico destas morbidades. Objetivo: Analisar a prevalência de Hepatites B e C, Sífilis e HIV a partir do envolvimento de idosos em ações das UAPS no município de Junqueiro. Métodos: Estudo quantitativo, descritivo, exploratório, retrospectivo. A análise foi realizada em fichas de produtividade das UAPS e de investigações do período de 01/10/2014 a 31/06/2017. Os aspectos éticos foram de acordo com a resolução 466/2012. Resultados: Durante o período analisado foram realizados 7.015 TR, contemplando 2.373 pessoas, das quais, apenas 233 avaliados portavam idade igual ou superior a 60 anos, representando 9,82% da população total e 10,08% dos idosos foram submetidos aos TR. Foram envolvidos 23% dos idosos do sexo masculino. Diagnosticou-se: 20 casos de infecção pelo HIV e 5 de hepatite B, sem idosos acometidos. Quanto à sífilis, houve confirmação de 41 casos, sendo 5 em idosos. Entretanto, 13 idosos (31,7%) provavelmente demonstraram reações cruzadas. Conclusão: Os MST configuram-se como estratégias exitosas na ampliação das ações de saúde no município de Junqueiro, com maior proporção de TR realizados e reagentes. Assim, colaborando com a promoção da saúde coletiva, torna-se fundamental o envolvimento e captação de mais pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.

Veja o artigo completo: PDF