Resumo Trabalho

DIFICULDADES VIVENCIADAS PELO CUIDADOR FAMILIAR FRENTE A IDOSOS COM DOENÇA DE ALZHEIMER: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

ISADORA DOS SANTOS MACIEL, JULIA SABRINA GOMES DE MAGALHÃES e orientado por CIZONE MARIA CARNEIRO ACIOLY

O ENVELHECIMENTO POPULACIONAL RESULTA EM UMA MAIOR INCIDÊNCIA DE DOENÇAS CRÔNICO-DEGENERATIVAS, TAIS COMO A DOENÇA DE ALZHEIMER (DA). POR SE TRATAR DE UMA DOENÇA EXTREMAMENTE DESGASTANTE PARA OS PORTADORES E OS CUIDADORES, ESTE ESTUDO TEVE COMO OBJETIVO IDENTIFICAR OS ASPECTOS FISIOPATOLÓGICOS DA DOENÇA E SERVIRÁ DE INSTRUMENTO PARA FUTUROS PLANEJAMENTOS E INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM DIRECIONADAS À SAÚDE DO CUIDADOR. OS RESULTADOS DEMONSTRARAM QUE HÁ FALTA DE PREPARO DOS CUIDADORES NO CUIDADO AO IDOSO E QUE TAL DEFICIÊNCIA ACARRETA EM CONSEQUÊNCIAS PARA A SAÚDE FÍSICA E MENTAL DOS MESMOS. CONFIRMANDO A IMPORTÂNCIA DE PROFISSIONAIS ESPECIALIZADOS NA ÁREA PARA ORIENTAR E COLABORAR SÃO FUNDAMENTAIS NO PROCESSO DE CUIDADO. POR ISSO, CONCLUÍMOS QUE O CUIDADOR TAMBÉM PRECISA SER CUIDADO E DE APOIO DURANTE A EVOLUÇÃO DA PATOLOGIA DO ENTE QUERIDO COM VISTAS A REDUZIR O ESTRESSE E A SOBRECARREGA GERADA NESSE PROCESSO.

Veja o artigo completo: PDF