Resumo Trabalho

BENEFÍCIOS DAS PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES PARA PESSOAS IDOSAS NA ATENÇÃO BÁSICA

MARIA BETÂNIA DE ANDRADE CÉSAR e orientado por REGINA IRENE MOREIRA DIAZ FORMIGA

As PrÁticas Integrativas e Complementares configuram-se como um instrumento de vivÊncia e cuidado que auxilia na restauraÇÃo do equilÍbrio fÍsico, emocional e espiritual. Quando utilizadas com pessoas idosas proporcionam uma vida mais integrada, com trocas afetivas, expressÃo de sentimentos, trazendo contribuiÇÕes para uma vida mais saudÁvel e significativa, prevenindo quadros de solidÃo e depressÃo. O objetivo deste estudo foi investigar os benefÍcios proporcionados pelas PrÁticas Integrativas e Complementares na AtenÇÃo BÁsica de SaÚde para pessoas idosas. Foi realizada uma pesquisa de campo do tipo descritiva de natureza qualitativa, na Unidade de SaÚde da FamÍlia-USF SÃo JosÉ, em JoÃo Pessoa-PB. Participaram vinte pessoas com idade superior a 60 anos de ambos os sexos, para coleta dos dados, foram utilizados um questionÁrio sociodemogrÁfico e uma entrevista semiestruturada com perguntas especÍficas sobre o objeto de estudo. Os resultados sociodemogrÁficos foram tratados por meio do pacote estatÍstico SPSS em sua versÃo 20.0, e da estatÍstica descritiva. A entrevista semiestruturada foi analisada pela tÉcnica AnÁlise de ConteÚdo TemÁtica de Bardin. Verificou-se que a participaÇÃo no grupo de PrÁticas Integrativas e Complementares trouxe melhorias psicossociais para as vidas dessas pessoas idosas, apontando melhor satisfaÇÃo com a vida, aumento da convivÊncia social retirando-as do isolamento, melhora na manutenÇÃo das funÇÕes cognitivas, maior autonomia e independÊncia para a realizaÇÃo de atividades de vida diÁria e possibilidades para a ocorrÊncia da autoatualizaÇÃo. Considerando o aumento do contingente de pessoas idosas no Brasil, conclui-se a importÂncia de serviÇos, programas e projetos que possam garantir uma melhor qualidade de vida na medida que envelhecemos.

Veja o artigo completo: PDF