Resumo Trabalho

EFICÁCIA DA MICROMOBILIZAÇÃO ARTICULAR NO GANHO DE ADM EM PACIENTE COM SÍNDROME DA IMOBILIDADE PROLONGADA

KAMILLA MARIA SOUSA DE CASTRO, EDUARDO WILLANS DOS SANTOS VICENTE, IOLANDA TEIXEIRA MACIEL DO NASCIMENTO e orientado por KAMILLA MARIA SOUSA DE CASTRO e orientado por KAMILLA MARIA SOUSA DE CASTRO

A Síndrome da Imobilidade Prolongada (SIP), ou como mais conhecida Síndrome do Imobilismo, é muito comum em pessoas idosas que sofreram Acidente Vascular Encefálico (AVE), acidentes traumáticos e/ou ficaram restritas ao leito. Trata-se de um estudo de caso, exploratório-descritivo, de abordagem quantitativa. A população envolvida no estudo são idosos residentes numa Instituição de longa permanência para Idosos, localizada no bairro do Castelo Branco - João Pessoa/PB. Trata-se de um estudo de caso, com um idoso institucionalizado, do gênero feminino, 96 anos, cujo critério de inclusão foi ser diagnosticada com Síndrome da Imobilidade Prolongada (SIP), pós Acidente Vascular Encefálico (AVE). O estudo foi realizado no período de março à maio de 2017, sendo realizado 12 sessões de fisioterapia com duração de 20 minutos, tendo como conduta a técnica de micromobilização articular. Observou-se evolução da paciente nas intervenções, onde foi avaliado através da goniometria ganhos de amplitude, na 6ª e 12ª sessão. Espera-se que novos estudos sejam realizados com este direcionamento, visando apresentar contributos à população idosa com este perfil clínico, bem como ao âmbito acadêmico.

Veja o artigo completo: PDF