Resumo Trabalho

DEPRESSÃO NA POPULAÇÃO IDOSA: CONSEQUÊNCIAS GRAVES E INCAPACITANTES

ALEXCIANA SANTOS DA SILVA, JULIANA RENALLY VIANA NASCIMENTO , MYLLENA ALEXANDRE HENRIQUES DA SILVA, GIOVANNA RAQUEL SENA MENEZES e orientado por LOUISE PASSOS VIGOLVINO MACÊDO

ESSE ESTUDO TEM COMO OBJETIVO BUSCAR NA LITERATURA CIENTÍFICA COMO A DEPRESSÃO SE APRESENTA NA PESSOA IDOSA. TRATA-SE DE UMA REVISÃO DA LITERATURA REALIZADA NAS BASES DE DADOS DO MEDLINE/PUBMED, SCIENTIFIC ELETRONIC LIBRARY ONLINE (SCIELO) E REVISTAS ELETRÔNICAS DE SAÚDE, UTILIZADOS OS DESCRITORES EM CIÊNCIA DA SAÚDE (DECS): SAÚDE DO IDOSO, DEPRESSÃO, SINTOMAS DEPRESSIVOS, ENVELHECIMENTO.OS RESULTADOS MOSTRARAM QUE AS DESORDENS DE HUMOR SÃO UM DOS PROBLEMAS DE SAÚDE MAIS COMUM NOS IDOSOS, RESPONSÁVEIS PELA PERDA DE AUTONOMIA E AGRAVAMENTO DE PATOLOGIAS PREEXISTENTES. OS IDOSOS SÃO MAIS VULNERÁVEIS AOS PROBLEMAS DE SAÚDE E OS TRANSTORNOS DO HUMOR SÃO FREQUENTES NESTES INDIVÍDUOS, COM ÊNFASE PARA A DEPRESSÃO E OS SINTOMAS DEPRESSIVOS CLINICAMENTE CONSIDERÁVEIS. O ESTADO DEPRESSIVO PODE SER DIAGNOSTICADO ATRAVÉS DA ANAMNESE, SENDO IMPRESCINDÍVEL A BUSCA ATIVA DOS SINTOMAS, HISTÓRICO DE EPISÓDIOS DEPRESSIVOS, MEDICAMENTOS UTILIZADOS, INCLUINDO TAMBÉM UMA APROXIMAÇÃO MINUCIOSA A RESPEITO LUTO E SUICÍDIO, ALÉM DISSO MUITAS VEZES OS SINTOMAS SÃO VISTOS COMO CARACTERÍSTICAS NATURAIS DO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO E NÃO SÃO PERCEBIDOS POR FAMILIARES E CUIDADORES. NESSE ESTUDO FOI POSSÍVEL PERCEBER QUE NA LITERATURA CIENTÍFICA OS SINTOMAS, AS CONSEQUÊNCIAS E AS POSSÍVEIS INCAPACIDADES DA DEPRESSÃO NA PESSOA IDOSA, SE MOSTRARAM COMO UM PROBLEMA GRAVE. PORTANTO, OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE TÊM PAPEL FUNDAMENTAL E DEVEM ESTAR SENSIBILIZADOS COM A SITUAÇÃO E ABORDAR OS CUIDADOS QUE POSSA DIMINUIR POSSÍVEIS COMPLICAÇÕES E AGRAVANTES A SAÚDE DA POPULAÇÃO IDOSA.

Veja o artigo completo: PDF