Resumo Trabalho

FATORES DE RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA

NÚBIA MARIA DE SOUSA, AFRA CRISTINA DE SOUSA SANTOS, BRUNO RAFAEL PEREIRA DE MOURA , GESMIEL CORDEIRO GALES e orientado por RENATO FELIPE DE ANDRADE e orientado por RENATO FELIPE DE ANDRADE

O objetivo deste estudo é identificar os principais fatores de risco de quedas em idosos, segundo as informações dispostas na literatura atual. Trata-se de uma revisão sistemática da literatura, que utilizou para a seleção dos artigos as bases de dados: SciELO e LILACS, a pesquisa ocorreu em setembro de 2017 utilizando a terminologia em saúde consultada no Descritores em Ciências da Saúde (DECS), pelo qual se identificaram os respectivos descritores: idoso (aged), acidentes por quedas (accidental falls) e fatores de risco (Risk factors). Os critérios de inclusão adotados para a seleção dos artigos foram: artigos com temática sobre os fatores de risco para quedas em idosos, publicados entre 2012 e 2017, divulgadas em língua inglesa, espanhola ou portuguesa, com texto completo e disponível online gratuitamente. Foram excluídos artigos duplicados e de revisão de literatura, estudos que não abordassem a temática relevante ao objetivo da revisão, publicados a mais de 6 anos ou não estivessem com texto completo e disponível online. Os resultados determinaram uma amostra de 21 estudos e um total de 31 fatores de risco de naturezas multifatoriais, sendo eles fatores: ambientais, cognitivos, fisiológicos, farmacológicos, psicológicos e socioeconómicos. De acordo com a análise dos resultados é possível deduzir que os idosos com maior risco de sofrerem quedas são aqueles com idade acima de 65 anos, do sexo feminino, que utilizam dispositivos auxiliares para deambular, fazem uso de 5 ou mais medicamentos, apresentam equilíbrio prejudicado e possuem dificuldades visuais.

Veja o artigo completo: PDF