Resumo Trabalho

DISLIPIDEMIA EM IDOSOS: ANÁLISE BIOQUÍMICA PARAAVALIAÇÃO DO PERFIL LIPÍDICO

ANGÉLICA SILVA AGRA, LUIS AUGUSTO PEREIRA SILVA, PATRÍCIA MARIA DE FREITAS E SILVA, KAROLAYNE DA SILVA BARBOSA ALVES e orientado por HERONIDES DOS SANTOS PEREIRA

AS DISLIPIDEMIAS SÃO DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS QUE VÊM AUMENTANDO SUA INCIDÊNCIA PRINCIPALMENTE EM IDOSOS, PELOS MAIS DIVERSOS FATORES, COMO ALIMENTAÇÃO, ESTILO DE VIDA E A IDADE. NESTE SENTIDO, O OBJETIVO DESTE TRABALHO FOI AVALIAR O PERFIL LIPÍDICO DE PACIENTES IDOSOS ATENDIDOS NUM LABORATÓRIO PRIVADO DE CAMPINA GRANDE – PB. A AMOSTRAGEM UTILIZADA FOI DE PACIENTES NA FAIXA ETÁRIA DE 60 A 97 ANOS QUE TINHAM TODOS OS EXAMES DE PERFIL LIPÍDICO, COM UM TOTAL DE 205 INDIVÍDUOS. AS ANÁLISES DAS DISLIPIDEMIAS TIVERAM COMO VALOR DE REFERÊNCIA A V DIRETRIZ BRASILEIRA DE DISLIPIDEMIAS E PREVENÇÃO DA ATEROSCLEROSE. DOS 205 PACIENTES ANALISADOS, 66,34% PERTENCIAM AO SEXO FEMININO E 33,65% AO SEXO MASCULINO. FORAM ENCONTRADOS NESTE ESTUDO 37,56% DOS PACIENTES COM HDL BAIXO, 22,43% APRESENTANDO HIPERTRIGLICERIDEMIA E 27,31%, HIPERCOLESTEROLEMIA, SENDO MAIS RECORRENTES NO SEXO FEMININO. NO PRESENTE ESTUDO FOI POSSÍVEL IDENTIFICAR QUE HOUVE ALTERAÇÕES DE HDL EM MULHERES COM RELAÇÃO AOS HOMENS, PRIMEIRAMENTE A FATORES INTRÍNSECOS COMO O SEXO, E ALGUNS SECUNDÁRIOS, COMO MENOPAUSA E REPOSIÇÃO HORMONAL.

Veja o artigo completo: PDF