Resumo Trabalho

CIDADANIA E PESSOA IDOSA: CONTRIBUIÇÕES DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE GERONTOLOGIA (PERNAMBUCO)

MILZA SOUTO MAIOR DE MOURA, PATRÍCIA FERNANDA FACCIO, MARIA DAS NEVES SILVA

Introdução A luta pela visibilidade das demandas da pessoa idosa vem sem sendo efetivada tanto pelos movimentos organizados, pelo próprio coletivo, como pelas Associações em defesa da categoria. Nessa perspectiva, foi fundada em 2004, a Associação Nacional de Gerontologia Seção Pernambuco – ANG – PE, com a finalidade de contribuir para a melhoria das condições de vida da população idosa brasileira. Desativada no ano de 2006 e sendo resgatada em outubro de 2015 a partir de uma assembleia com eleição e posse da nova diretoria. Objetivo: Divulgar a reativação da ANG – PE e as ações desenvolvidas em defesa da pessoa idosa. Metodologia: Relato de experiência da reativação da ANG – PE, com as seguintes ações: Intercâmbio de Conhecimentos Institucionais, Aprimoramento e Qualificação em Gerontologia, Elaboração de Projetos, Captação de Recursos e Atuação na Comunidade. Atualização da documentação e integração/composição da diretoria. Resultados: Desde a sua reativação em 2015, obteve assento eleito de membro da ANG – PE no Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa – CEDPI e no Comitê Interinstitucional dos Direitos da Pessoa Idosa do Estado de Pernambuco, como também, atualização do seu Estatuto, captação de novos sócios, realização do I Encontro Norte Nordeste das ANG´s, visitas técnicas as Instituições de Longa Permanência para Idosos na cidade de Recife e parceria com o Ministério Público de Pernambuco. Conclusões: Diante do que foi apresentado, observa-se a necessidade de uma divulgação da Associação Nacional de Gerontologia, no intuito de que uma contribuição à luta do movimento voltado ao idoso seja garantida através da melhor preparação do cenário municipal, estadual, e nacional para o crescimento da demanda da população idosa no país, como também a efetivação de politicas públicas e fortalecimento da intergeracionalidade de forma a tornar cada indivíduo protagonista do seu processo de envelhecimento.

Veja o artigo completo: PDF