Resumo Trabalho

CARACTERIZAÇÃO SOCIODEMOGRÁFICA DE IDOSOS FRÁGEIS HOSPITALIZADOS

MARIA HELLENA FERREIRA BRASIL, DEYSIANNE FERREIRA DA SILVA, GEOVANA CRISTIANE VIANA SANTOS, KEYLLA TALITHA FERNANDES BARBOSA e orientado por FABIANA MARIA RODRIGUES LOPES DE OLIVEIRA

A FRAGILIDADE EM IDOSOS É TIDA COMO UM PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA, CARACTERIZADA POR DIMINUIÇÃO DA FORÇA, RESISTÊNCIA E FUNÇÃO FISIOLÓGICA PODENDO ACARRETAR A DEPENDÊNCIA, DECLÍNIO FÍSICO, COGNITIVO E SOCIAL. DETER CONHECIMENTO SOBRE OS ASPECTOS SOCIODEMOGRÁFICOS PERMITE PLANEJAR E DIRECIONAR AÇÕES ESPECÍFICAS PARA ESSA FAIXA ETÁRIA DA POPULAÇÃO. O PRESENTE TRABALHO TEM POR OBJETIVO DESCREVER A CARACTERIZAÇÃO SOCIODEMOGRÁFICA DE IDOSOS FRÁGEIS ATENDIDOS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO. TRATA-SE DE UM ESTUDO DESCRITIVO, DO TIPO TRANSVERSAL, DESENVOLVIDO COM 40 IDOSOS FRÁGEIS HOSPITALIZADOS. A COLETA DE DADOS FOI REALIZADA NO PERIODO DE AGOSTO A DEZEMBRO DE 2018. A ANÁLISE DOS DADOS FOI EFETIVADA NUMA ABORDAGEM QUANTITATIVA POR MEIO DA ESTATÍSTICA DESCRITIVA. FORAM OBSERVADOS OS ASPECTOS ÉTICOS QUE NORMATIZAM A PESQUISA ENVOLVENDO SERES HUMANOS DISPOSTOS NA RESOLUÇÃO 466/2012 DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE. O PROJETO FOI SUBMETIDO AO COMITE DE ÉTICA E PESQUISA DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO LAURO WANDERLEY E APROVADO COM NÚMERO DE CAAE: 65609617.6.0000.5183. A PARTIR DA REALIZAÇÃO DA PESQUISA, NO QUE DIZ RESPEITO AO PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO DA AMOSTRA, ENCONTRARAM-SE OS RESULTADOS: 70% PERTENCIAM AO SEXO FEMININO, 27,5% POSSUIAM 80 ANOS E MAIS, 45% ERAM CASADO(A)/UNIÃO ESTÁVEL, 50% DE COR PARDA, 72,5% FREQUENTOU A ESCOLA, 61,54% POSSUÍAM < 6 ANOS DE ESTUDO E 92,5% MORAM COM FAMILIARES. PORTANTO, É PRECISO QUE OS PROFISSIONAIS INVISTAM CADA VEZ MAIS NA BUSCA ATIVA DE IDOSOS CARACTERIZADOS COMO FRÁGEIS, NO INTUITO DE FORTALECER AS AÇÕES DE SAÚDE VOLTADAS AO IDOSO.

Veja o artigo completo: PDF