Resumo Trabalho

SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE IDOSO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

ANDREIA APARECIDA DA SILVA, MARIA CAROLINE MACHADO SERAFIM, ISABELA CAROLINE PIMENTEL DE MOURA, DAYANE GOMES DE OLIVEIRA e orientado por PHELIPE GOMES DE BARROS e orientado por PHELIPE GOMES DE BARROS

O envelhecimento da população é uma resposta às alterações de alguns indicadores de saúde, como por exemplo, fecundidade, mortalidade e do aumento da expectativa de vida. Não é igual para todos os seres humanos, pois sofre influência de processos relacionados aos aspectos biopsicossociais. O ato de envelhecer é uma vitória para os indivíduos. Envelhecer com qualidade é um privilégio, que envolve mudanças em vários setores da sociedade e, de modo geral, abrange concepções generalizadas sobre saúde, educação, justiça e direitos sociais. As pessoas estão cada vez mais alcançando uma maior expectativa de vida, estima-se para o ano de 2050 que existam aproximadamente dois bilhões de pessoas com sessenta anos e mais no mundo, a maioria delas vivendo em países em desenvolvimento, o que demonstra mudanças e melhorias nos padrões de vida. O objetivo desse trabalho é relatar a experiência de vivencia do período de estágio da disciplina de clinica cirúrgica, com o relato buscar a reflexão a respeito da importância da assistência de enfermagem prestada ao idoso Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativo do tipo relato de experiência realizado no Hospital Getúlio Vargas em Pernambuco, por seis estudantes do curso de enfermagem matriculados na disciplina de clinica cirúrgica da Universidade Federal de Pernambuco-UFPE, durante o período de estágio curricular supervisionado. Os seis estudantes foram separados na clinica cirúrgica e cada um escolheu um paciente, cada aluno teve oportunidade de realizar uma consulta de enfermagem. Durante o estágio o vinculo estabelecido com o paciente foi de grande relevância, mesmo que o tempo de prestação de cuidados ao paciente tenha sido pequeno foi possível perceber a necessidade que o idoso tem de receber atenção, foi nítida a satisfação do mesmo ser ouvido, em saber mais sobre seu tratamento, ao contar sua história clinica o mesmo sentiu-se sujeito importante no seu processo de cuidado, deixando de ser apenas aquele que recebe os cuidados por parte da enfermagem.

Veja o artigo completo: PDF