Resumo Trabalho

FATORES CONTRIBUINTES PARA AUTOMEDICAÇÃO EM IDOSOS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

MARCELA, ANNA VITÓRIA SILVA JANUÁRIO, GLAUCIANE STEFANY AMARAL FREIRE, LETÍCIA MARIA SOARES FERNANDES e orientado por CAIO VINÍCIUS DA SILVA

A AUTOMEDICAÇÃO ENTRE BRASILEIROS É UMA AÇÃO CONSTANTE, PRINCIPALMENTE NA POPULAÇÃO IDOSA. É NOTÓRIO QUE O USO DE MEDICAMENTOS ESTÁ PROMOVENDO MALEFÍCIOS NA POPULAÇÃO, OFERECENDO RISCOS À SAÚDE E ENFRAQUECENDO A FISIOLOGIA VULNERÁVEL DOS IDOSOS. O ESTUDO OBJETIVOU BUSCAR OS FATORES CONTRIBUINTES PARA AUTOMEDICAÇÃO EM IDOSOS, E COMO PODEM AFETAR DE FORMA ADVERSA A SAÚDE, BUSCANDO FORMAS DE ORIENTAÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO. A PESQUISA FOI REALIZADA POR MEIO DE UMA REVISÃO INTEGRATIVA, QUE É UM MÉTODO DE PESQUISA QUE PERMITE A BUSCA, A AVALIAÇÃO E AS PRINCIPAIS EVIDÊNCIAS DISPONÍVEIS DO TEMA INVESTIGADO. DESTACARAM-SE QUATRO FATORES PRINCIPAIS QUE INDUZEM OS IDOSOS PARA SE AUTOMEDICAREM: A INDICAÇÃO DE FAMILIARES E AMIGOS, A FACILIDADE DE ACESSO AO MEDICAMENTO, AS PROPAGANDAS E PUBLICIDADES E O DIFÍCIL ACESSO A CONSULTA MÉDICA. DIANTE DOS RISCOS QUE A PRÁTICA OFERECE DESDE UMA PEQUENA REAÇÃO ALÉRGICA A UM GRAVE ACOMETIMENTO DE ÓRGÃOS, PODE-SE CONCLUIR QUE A ORIENTAÇÃO DEVE SER FEITA DE MANEIRA OBJETIVA E FREQUENTE PELOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE, A FIM DE PREVENIR POSSÍVEIS DANOS FUTUROS À SAÚDE DO IDOSO.

Veja o artigo completo: PDF