Resumo Trabalho

DESAFIOS E DETERMINANTES PARA UM ENVELHECIMENTO ATIVO E BEM-SUCEDIDO: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

MAYSA ARLANY DE OLIVEIRA, CARLA MARIA LOPES DOS SANTOS e orientado por NADJA MARIA DOS SANTOS e orientado por NADJA MARIA DOS SANTOS

Introdução: compreende-se que em todo o processo da vida existem fatores que determinam a saúde de indivíduos de todas as idades. Portanto, para um envelhecimento bem-sucedido são considerados os seguintes fatores: determinantes comportamentais, pessoais, físicos, sociais e econômicos. Estes vão determinar o tipo de envelhecimento dos indivíduos e das populações. Objetivo: identificar quais desafios e determinantes implicam na busca do envelhecimento populacional ativo e bem-sucedido. Metodologia: Trata-se de uma revisão bibliográfica realizada por meio de busca na base científica do Scielo, Bireme, e Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano a partir dos descritores envelhecimento, longevidade, saúde, idoso. Os artigos cujos resultados convergiram para o tema proposto foram utilizados. Três categorias foram criadas para apresentação dos resultados e discussão. Resultados e discussão: O envelhecimento ativo tem como objetivo aumentar a expectativa de uma vida saudável e com qualidade para todas as pessoas que estão em processo de envelhecimento, inclusive as que estão em situação de fragilidade física, incapacitadas e que requerem cuidados. Os determinantes e desafios vivenciados pela pessoa idosa são diversos, e vale ressaltar que os determinantes não se aplicam somente para a população idosa, mas para indivíduos de todas as idades. Conclusão: Os determinantes para um envelhecimento ativo devem ser vistos como metas a serem alcançadas em toda trajetória da vida de todos os indivíduos, com objetivo de oportunizar uma velhice regada de independência, autonomia e participação social, buscando também sanar os inúmeros desafios vivenciados pela população idosa.

Veja o artigo completo: PDF