Resumo Trabalho

UTILIZAÇÃO DE METODOLOGIA ATIVA NA ABORDAGEM DA VIOLÊNCIA SEXUAL EM IDOSOS

THAMIRES REGINA MATIAS BEZERRA, LETÍCIA DE SOUSA EDUARDO, JEYSICA PALOMA MEDEIROS DOS SANTOS, NATANI PEREIRA DE ALENCAR e orientado por PAULA FRASSINETTI OLIVEIRA CEZÁRIO e orientado por PAULA FRASSINETTI OLIVEIRA CEZÁRIO

A população idosa é um grupo populacional altamente vulnerável a sofrer qualquer tipo de violência, dentre elas, o abuso sexual, que é compreendido como um ato ou jogo que ocorre, em relação homo ou heterossexual, utilizando-se a vítima para obter estímulo, excitação ou práticas sexuais, por meio de aliciamento, violência física ou ameaças. A violência sexual é um dos problemas ocultos que merecem ser abordados, visto as inúmeras consequências que são geradas. Logo, o idoso que é acometido por algum tipo de abuso pode apresentar sentimentos como impotência, alienação, culpa, vergonha, medo, ansiedade, negação, desordem pós-traumática e experiências de depressão, além de aumentar o risco de morte. Diante destas considerações, propôs-se com esse estudo descrever a experiência vivenciada acerca de uma ação educativa desenvolvida com os idosos beneficiados por um programa habitacional a respeito da violência sexual. Trata-se de um estudo descritivo, tipo relato de experiência, baseado em uma atividade educativa realizada por discentes do curso Bacharelado em Enfermagem no dia 15 de agosto de 2017 em um conjunto habitacional localizado no alto sertão da Paraíba. O tema da atividade educativa constituiu-se do compartilhamento de saberes acerca da violência sexual em idosos e funcionou da seguinte maneira: os discentes à medida que apresentavam as imagens exploravam com mais profundidade a temática, dando espaço para o compartilhamento de saberes, experiências e dúvidas. Sendo assim, no cartaz foram abordadas temáticas relevantes, tais como: processo de envelhecimento, a vulnerabilidade dos idosos frente ao crescimento populacional, principais causas da violência sexual, como identificar a vítima de abuso sexual e as medidas preventivas. Portanto, a utilização de metodologias ativas nessa ação educativa resultou em uma melhora do processo de ensino aprendizagem, visto que possibilitou melhor compreensão das temáticas. Dentre as inúmeras atribuições exercidas pelo profissional de enfermagem, a educação em saúde é uma que merece destaque, visto que ela é entendida como uma prática para a transformação dos modos de vida dos indivíduos e da coletividade e, consequentemente, promover qualidade de vida e saúde para a população. O enfermeiro atua como educador em saúde e precisa usar metodologias lúdicas para abordar temas de complexidades. Como educador, o enfermeiro potencializa a sua capacidade de intervir, cuidar e unir um conjunto de saberes, proporcionando as pessoas saúde e conhecimentos. A realização da atividade educativa incidiu em mudanças relevantes na vida dos acadêmicos e dos moradores, uma vez que para nós estudantes, conseguimos aplicar de forma mais ativa e lúdica nossos conhecimentos adquiridos, e pudemos desta forma apresentar uma temática tão relevante, que pouco é discutido pelos profissionais da saúde. Além disso, os idosos puderam nesse dia realizar atividades diferentes das habituais, aprendendo de forma ativa e dinâmica acerca da violência sexual.

Veja o artigo completo: PDF