Resumo Trabalho

A IMPORTÂNCIA DA AFETIVIDADE PARA INTERVENÇÕES COGNITIVAS JUNTO A IDOSOS

MARIA EDUARDA SIMÕES BEZERRA e orientado por CLAUDIMARA CHISTÉ SANTOS

O PRESENTE ESTUDO BUSCOU EVIDENCIAR A IMPORTÂNCIA DE TRABALHAR A AFETIVIDADE JUNTO A IDOSOS PARA ATINGIR OBJETIVOS TRAÇADOS EM OFICINAS DE ESTIMULAÇÃO COGNITIVA. AS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PERMITIRAM A CRIAÇÃO DE UM SUPORTE SOCIAL PARA OS IDOSOS, POIS AS INTERAÇÕES SOCIAIS FORMADAS CONTRIBUÍRAM PARA A DESCOBERTA DE SUAS POTENCIALIDADES, ENFRENTAMENTO DAS SITUAÇÕES COTIDIANAS, AUMENTO DA AUTONOMIA, ALÉM DE TROCAS DE EXPERIÊNCIAS E APOIO ENTRE OS QUE COMPUNHAM O GRUPO. O ESTUDO SE CARACTERIZA COMO RELATO DE EXPERIÊNCIA FUNDAMENTADO EM UMA AÇÃO EXTENSIONISTA DO NÚCLEO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO COGNITIVA (NUEEC) QUE FOI COMPOSTA POR 17 INTERVENÇÕES JUNTO A 15 IDOSOS SAUDÁVEIS NO ANO DE 2018 EM UM CENTRO DE CONVIVÊNCIA NO AGRESTE MERIDIONAL. FORAM PROPICIADOS, AOS PARTICIPANTES DURANTE O DECORRER DAS INTERVENÇÕES, MOMENTOS DE PROMOÇÃO DE AUTONOMIA E VALORIZAÇÃO DA AUTOESTIMA. A AFETIVIDADE DESEMPENHA UM PAPEL SIGNIFICATIVO PARA INTERVIR EM ASPECTOS COGNITIVOS POR ESTAR LIGADA AO BEM-ESTAR E À SAÚDE DO INDIVÍDUO, PODENDO, ASSIM, IMPOR EMPECILHOS OU INCENTIVOS A DESENVOLTURA DOS IDOSOS NAS OFICINAS. AS IDEIAS DE COMO INTERVIR NA COGNIÇÃO SE PAUTARAM NA AFETIVIDADE, DADO QUE AS ESCOLHAS DAS TÉCNICAS E INSTRUMENTOS UTILIZADOS NAS OFICINAS FORAM PENSADAS A PARTIR DE SEUS RELATOS COM O INTUITO DE ATENDER SUAS DEMANDAS, PONDERANDO SUAS LIMITAÇÕES E DESEJOS. CONCLUI-SE QUE AS OFICINAS PROPICIARAM AOS IDOSOS POSSIBILIDADES DE SE (RE)DESCOBRIREM E DE ESTREITAMENTO DOS LAÇOS AFETIVOS. JÁ AOS EXTENSIONISTAS, A CONVIVÊNCIA COM O GRUPO PERMITIU ENSINAMENTOS ÚNICOS SOBRE SEUS PRÓPRIOS AFETOS A PARTIR DO COMPARTILHAMENTO DE CADA ENCONTRO E DAS HISTÓRIAS VIVENCIADAS.

Veja o artigo completo: PDF