Resumo Trabalho

ANÁLISE DOS EXAMES CITOPATOLÓGICOS DE IDOSAS NO MUNICÍPIO DE CAJAZEIRAS-PB.

GABRIELLA SILVA NOGUEIRA, GEANE SARA DE HOLANDA, MAYRANE MISAYANE SOUSA DOS SANTOS, WAGNER MACIEL SARMENTO e orientado por PAULA FRASSINETTI DE OLIVEIRA CEZÁRIO e orientado por PAULA FRASSINETTI DE OLIVEIRA CEZÁRIO

A sexualidade na terceira idade é um tema limitado e, muitas vezes, desdenhado pelo corpo social ou pelos profissionais da saúde, desenvolvendo um imaginário dos idosos como seres assexuados. Problemas identificados tardiamente dificultam a aplicação de intervenções que possam minimizá-los, o que mostra a importância da prevenção. Para ocorrer o rastreamento precoce do câncer de colo de útero indica-se o exame Papanicolau, também chamado de exame citopatológico. Com isso, o estudo tem como objetivo descrever os achados dos exames de Papanicolau em idosas. O estudo se caracteriza como transversal, documental, de abordagem quantitativa. A pesquisa ocorreu em livros de registros do exame de Papanicolau, em uma UBS na cidade de Cajazeiras-PB. Foram registrados 28 exames em mulheres acima dos 60 anos no decorrer dos anos estudados. O ano que obteve o maior número de exames foi 2015. A microbiologia mais presente foi Cocos e a em menor freqüência os Lactobacilos, presente em apenas 1 exame. Em se tratando dos resultados propriamente ditos, é notório que a Inflamação é prevalente, presente em 13 dos 28 exames estudados, ou seja, quase metade do total dos exames. Portanto, nota-se que mesmo sem indicação pelo Ministério da Saúde, mulheres depois dos 64 anos ainda procuram o serviço de saúde em busca da prevenção de câncer do colo de útero. Todos os exames estudados resultaram em negativos para neoplasia, pois o risco de desenvolver a partir dessa idade é pequeno. Porém, outras alterações podem estar presentes independentes da idade, como Infecções Sexualmente Transmissíveis.

Veja o artigo completo: PDF