Resumo Trabalho

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO INDIVÍDUO IDOSO COM MÚLTIPLAS PATOLOGIAS INSTITUCIONALIZADO EM AMBIENTE HOSPITALAR

FLÁVIA BUARQUE TENÓRIO LOPES DE SOUZA, JOELMA ELIS DOS SANTOS, MARIANA MEDEIROS BRANDÃO, MAÍZA SANTANA DE MORAES e orientado por LAÍSE GABRIELLY MATIAS DE LIMA SANTOS e orientado por LAÍSE GABRIELLY MATIAS DE LIMA SANTOS

Atualmente, sabe-se que o processo de envelhecimento com ausência de doenças crônicas é mais a exceção do que a regra. E quanto mais doenças, principalmente as crônico-degenerativas, que um paciente carrega consigo, maior será sua dependência de cuidados de saúde continuados. Dentro deste contexto, conforme o pensamento de Dorothea Orem, quando uma pessoa não reúne habilidades suficientes para manter o autocuidado, outra pessoa deve fazê-lo, no caso o enfermeiro, baseado em conhecimentos teóricos e práticos deve contribuir de forma integral para o cuidado do idoso com múltiplas doenças quando institucionalizado no ambiente hospitalar, através da Sistematização da Enfermagem (SAE). O objetivo deste estudo é descrever o quadro clínico e a SAE de/para uma paciente idosa portadora de Câncer (CA) de colo uterino e CA de bexiga, Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), Diabetes Mellitus tipo 2 (DM II) e Herpez Zoster. Justificando-se desta forma discutir a problemática e aprimorar os conhecimentos de enfermagem, tendo vista uma melhor avaliação dos planos de cuidados que visam prevenir complicações e melhorar o prognóstico e qualidade de vida dos pacientes idosos com múltiplas patologias institucionalizados em ambiente hospitalar. Trata-se de um relato de experiência realizado por estagiárias de enfermagem do UNIT/AL, na instituição hospitalar Santa Casa de Misericórdia de Maceió (SCMM), no mês de abril, acerca do quadro clínico, desenvolvimento e aplicação de um plano de cuidados de enfermagem, para uma paciente portadora de Câncer de útero e Câncer de bexiga, HAS, DM II e HZ, bem como revisão de literatura com artigos e livros. Sumário de Situação: Paciente com 68 anos, feminino, branca, viúva, aposentada, dona do lar, residente e proveniente de Maceió - Alagoas, bairro do Prado. Paciente portadora de Cardiopatia (esta não especificada no prontuário e sem conhecimento total pela paciente), com uso de marcapasso desde 2015, HAS, DM 2, Herpes Zoster, Cânceres (CA) de útero e bexiga. Os enfermeirandos, juntamente com o enfermeiro preceptor e da SCMM construíram um plano de cuidados, abrangendo diagnósticos, intervenções e implementações de enfermagem, e resultados esperados. Alguns dos diagnósticos para esta paciente foram: Hipertensão em nível alto no idoso, Lesão presente em região sacra no idoso, Risco alto de lesão por pressão nas regiões de proeminências ósseas no idoso, Habilidade para o autocuidado comprometida no idoso, Risco alto de flebite em cateter venoso periférico e cateter venoso central. A equipe de enfermagem desempenha um importante papel em relação aos pacientes idosos portadores de múltiplas patologias. As respostas de uma população envelhecida dependem da promoção e a educação em saúde, da prevenção e do retardamento de doenças e fragilidades. Por isso, o incentivo à autonomia é uma iniciativa que deve ser ampliada. Só assim será possível assegurar mais conforto e qualidade de vida aos idosos com comorbidades e bem-estar à população como um todo. Tem-se, portanto, que a temática abordada é de grande valia para os novos profissionais e atualização dos que já possuem experiência para o fortalecimento do modelo assistencial focado nesses pacientes.

Veja o artigo completo: PDF