Resumo Trabalho

DOR NO IDOSO PRATICANTE DE ATIVIDADE FÍSICA

JOSÉ IGOR BARBOSA DE SOUZA, ROMILDO ARCANJO DO NASCIMENTO FILHO, WESLLEY BARBOSA SALES, TISIANY FELICIA TEIXEIRA DE OLIVEIRA e orientado por VANESSA DA NÓBREGA DIAS

O ENVELHECIMENTO É UM PROCESSO NATURAL QUE AFETA OS INDIVÍDUOS DE FORMA LENTA DE GRADATIVA, PROVOCANDO ALTERAÇÕES NO FATOR BIOLÓGICO E SOCIOAMBIENTAL. ESSAS MODIFICAÇÕES INERENTES AO PROCESSO DE SENESCÊNCIA VARIAM DE INDIVIDUO PARA INDIVIDUO. O OBJETIVO DO PRESENTE ESTUDO FOI AVALIAR PRESENÇA DE DOR EM IDOSOS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA. TRATA-SE DE UM ESTUDO OBSERVACIONAL, ANALÍTICO E DE CARÁTER TRANSVERSAL. A AMOSTRA FOI COMPOSTA POR 42 IDOSOS A PARTIR DOS 60 ANOS DE IDADE, DOS SEXOS MASCULINO E FEMININO. FORAM AVALIADOS DADOS SOCIODEMOGRÁFICOS E CLÍNICOS. PARA A ANÁLISE DESCRITIVA FOI UTILIZADA A MÉDIA COMO MEDIDA DE TENDÊNCIA CENTRAL E DESVIO PADRÃO COMO MEDIDA DE DISPERSÃO. OS TESTES UTILIZADOS FORAM DE MANN-WHITNEY E QUI QUADRADO PARA A ANÁLISE INFERENCIAL DAS VARIÁVEIS: ATIVIDADE FÍSICA E EVA E DOR E ATIVIDADE FÍSICA, PARA TODAS AS ANALISES ESTATÍSTICAS FOI ADMITIDO UM NÍVEL DE SIGNIFICÂNCIA DE 5% (P<0,05). HOUVE PREDOMÍNIO NO SEXO FEMININO COM (83,3%), NAS FAIXAS ETÁRIAS ENTRE 70 A 74 ANOS (28,6%), OS QUE NÃO APRESENTAM VIDA CONJUGAL (54,8%), E NÍVEIS DE ESCOLARIDADE PRIMÁRIA COMPLETA, PRIMÁRIA INCOMPLETA E PÓS-ELEMENTAR, AMBOS COM 28,6% RESPECTIVAMENTE, 69% RESPONDERAM QUE AVALIAM SUA SAÚDE COMO BOA, 50% DOS ENTREVISTADOS PRATICAM ATIVIDADE FÍSICA REGULAR, QUE TEM MAIOR PREVALÊNCIA DE 47,6% A HIDROGINÁSTICA. DESSA FORMA CONCLUI-SE QUE NÃO FOI OBSERVADO PRESENÇA DA DOR CRÔNICA NO IDOSO PRATICANTE DE ATIVIDADE FÍSICA.

Veja o artigo completo: PDF