Resumo Trabalho

FATORES DE RISCO ASSOCIADOS À OCORRÊNCIA DE QUEDAS NA PESSOA IDOSA

TAYSA DE SOUSA TOLENTINO, WILLAMES DA SILVA, EDIVANIA OLIVEIRA SIMÃO MENDONÇA, FERNANDA BERTO MELO e orientado por SHIRLEY ANTAS DE LIMA

ESTE ESTUDO TEM COMO OBJETIVO ANALISAR AS PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS SOBRE OS PRINCIPAIS FATORES ASSOCIADOS AO RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS. PARA ISTO, FOI REALIZADA UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA NA BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE (BVS), NAS BASES DO CENTRO LATINO-AMERICANO E DO CARIBE EM CIÊNCIAS DA SAÚDE (LILACS) E BASE DE DADOS EM ENFERMAGEM (BDENF), UTILIZANDO OS SEGUINTES DESCRITORES: IDOSO, ACIDENTES POR QUEDAS E ENFERMAGEM, BASEANDO NOS SEGUINTES CRITÉRIOS DE INCLUSÃO: ARTIGOS PUBLICADOS NOS ÚLTIMOS CINCO ANOS, COMPREENDIDOS ENTRE 2013 A 2017, DISPONÍVEIS NA INTEGRA E EM LÍNGUA PORTUGUESA E DE EXCLUSÃO: ARTIGOS REPETIDOS NA BASE DE DADOS, FORA DO RECORTE TEMPORAL, ARTIGOS NÃO DISPONÍVEIS NA ÍNTEGRA E PUBLICAÇÕES EM FORMA DE TESE, MONOGRAFIA E DISSERTAÇÃO. APÓS A TRIAGEM, 13 ARTIGOS COMPUSERAM A AMOSTRA FINAL, ONDE: 10 CORRESPONDIAM ÀS BDENF E 3 À LILACS. O PRESENTE ESTUDO IDENTIFICOU QUE EXISTEM VÁRIOS FATORES DE RISCOS ATRELADOS À OCORRÊNCIA DE QUEDAS, DENTRE ESTES, DESTACA-SE A RELEVÂNCIA DE OUTRAS DIMENSÕES PARA AVALIAÇÃO GLOBAL DA PESSOA IDOSA, TAIS COMO: AVALIAÇÃO COGNITIVA, HISTÓRIA PESSOAL, DIAGNÓSTICOS MÉDICOS, ESTADO NUTRICIONAL E USO DE MEDICAMENTOS. PARA TANTO É NECESSÁRIO MAIOR EMPENHO POR PARTE DOS PROFISSIONAIS OU FAMILIARES QUE ESTEJAM ACOMPANHANDO O IDOSO, INCENTIVO E APOIO DE FORMA CONTÍNUA, PARA QUE ASSIM SE POSSA DIMINUIR O ÍNDICE DE QUEDAS POR MEIO DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE NA COMUNIDADE, ORIENTAÇÕES NAS CONSULTAS E VISITAS DOMICILIARES, A FIM DE PROPICIAR SEGURANÇA, INDEPENDÊNCIA E UMA MELHOR QUALIDADE DE VIDA AO GRUPO DE IDOSOS.

Veja o artigo completo: PDF