Resumo Trabalho

IDOSOS E AIDS: UMA REALIDADE CRESCENTE

NATHALIA CARVALHO DOS ANJOS, ROBERTA MACHADO ALVES e orientado por ANA KARINA DA CRUZ MACHADO

UM INDIVÍDUO É CONSIDERADO SOROPOSITIVO QUANDO É PORTADOR DO VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA (HIV), AFETANDO O SISTEMA IMUNOLÓGICO, ENFRAQUECENDO AS DEFESAS DAS PESSOAS INFECTADAS. DE ACORDO COM O MINISTÉRIO DA SAÚDE O NÚMERO DE IDOSOS INFECTADOS NOS ÚLTIMOS 10 ANOS CRESCEU 103%, ESPECIALISTAS E ESTUDIOSOS EM EPIDEMIOLOGIA ACREDITAM QUE ESSE AUMENTO SE DEVE À AUSÊNCIA DE POLÍTICAS PÚBLICAS, AO TABU QUE AINDA ESTÁ POR TRÁS DA SEXUALIDADE NA TERCEIRA IDADE E AO COMPORTAMENTO ADQUIRIDO APÓS O COMERCIO DE MEDICAMENTOS PARA DISFUNÇÃO ERÉTIL. O PRESENTE TRABALHA VISA DISCUTIR O AUMENTO DO ÍNDICE DE IDOSOS SOROPOSITIVOS E A AIDS NA TERCEIRA IDADE, PONTUANDO OS DESAFIOS E VULNERABILIDADES NO ENFRENTAMENTO AO DIAGNÓSTICO E NA BUSCA POR MELHOR QUALIDADE DE VIDA, A PARTIR DE SEU COMPORTAMENTO. QUANTO AOS CAMINHOS METODOLÓGICOS PERCORRIDOS, SE TRATA DE UMA REVISÃO DE LITERATURA, DESTACANDO PESQUISA EM ARTIGOS CIENTÍFICOS, ALÉM DE CONSULTAS A ÓRGÃOS DE EPIDEMIOLOGIA E SITES, TAIS COMO: ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE (OMS), MINISTÉRIO DA SAÚDE, ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE (OPAS), ENTRE OUTROS. ESPERA-SE COM ISSO, CONTRIBUIR PARA QUE AS PESSOAS IDOSAS COM DIAGNÓSTICO DE HIV, POSSAM COMPREENDER AS VULNERABILIDADES QUE ESTÃO EM VOLTA DE SEU COMPORTAMENTO, BEM COMO OS DESAFIOS A SEREM VENCIDOS, SE RECONHECENDO COMO GRUPO VULNERÁVEL A AIDS. OS RESULTADOS APONTAM QUE QUANDO O DIAGNÓSTICO VEM NA TERCEIRA IDADE, É NECESSÁRIO UM OLHAR AMPLIADO E UMA MAIOR DISCUSSÃO EM TORNO DO COMPORTAMENTO, DAS VULNERABILIDADES E DOS DESAFIOS, A FIM DE GARANTIR MELHOR QUALIDADE DE VIDA, APESAR DA DOENÇA.

Veja o artigo completo: PDF