Resumo Trabalho

A PREVALÊNCIA DE SUICÍDIO EM IDOSOS DA REGIÃO NORDESTE: UM ESTUDO ECOLÓGICO

RAMON SILVA DE SOUSA, ANA CAROLINA DO NASCIMENTO CHAGAS, LOYANE FIGUEIREDO CAVALCANTI LIMA, PRISCILLA YEVELLIN BARROS DE MELO e orientado por TÁCILA THAMIRES DE MELO SANTOS

O SUICÍDIO NA POPULAÇÃO IDOSA AUMENTOU DE MANEIRA ALARMANTE O MUNDO. DE ACORDO COM A OMS, OS NÚMEROS DE SUICÍDIO SÃO ELEVADOS EM PESSOAS COM IDADE ACIMA DE 70 ANOS EM QUASE TODAS AS REGIÕES DO PLANETA. UM ESTUDO REALIZADO COM 530 IDOSOS ATENDIDOS PELA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA CONSTATOU QUE 15,7% DOS IDOSOS APRESENTAVAM RISCO DE SUICÍDIO. SEMELHANTEMENTE, OUTROS AUTORES DESTACAM QUE MAIS DE DOIS TERÇOS DOS IDOSOS PROCURARAM ATENDIMENTO NA ESF TRINTA DIAS ANTES DE SE SUICIDAR. O OBJETIVO DESTE ESTUDO É ANALISAR A PREVALÊNCIA DE SUICÍDIOS EM IDOSOS NA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL. TRATA-SE DE UM ESTUDO DESCRITIVO, ECOLÓGICO DE ABORDAGEM QUANTITATIVA SOBRE PREVALÊNCIA DE SUICÍDIO NO NORDESTE BRASILEIRO ENTRE OS ANOS DE 2012 A 2016. ENTRE OS CINCO ANOS ESTUDADOS, OCORRERAM 2120 CASOS DE SUICÍDIO EM IDOSOS APENAS NA REGIÃO NORDESTE DO PAÍS. HOUVE UM AUMENTO DE 1,6 % ENTRE OS ANOS DE 2015 E 2016. O SUICÍDIO EM IDOSOS DEVE SER VISTO COM ATENÇÃO, POIS SE TRATA DE UMA POPULAÇÃO QUE ESTÁ CONVIVENDO COM QUESTÕES SOCIAIS QUE NÃO SÃO DEBATIDAS EM NOSSO COTIDIANO.

Veja o artigo completo: PDF