Resumo Trabalho

EMPODERAMENTO DOS IDOSOS FRENTE Á VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

LUÊNYA GOMES DA NÓBREGA, ÂNGELA ALVES DE OLIVEIRA, LETÍCIA DE SOUSA EDUARDO, JOVELINA FERNANDES DOS SANTOS e orientado por PAULA FRASSINETTI OLIVEIRA CEZÁRIO e orientado por PAULA FRASSINETTI OLIVEIRA CEZÁRIO

A violência psicológica associada a outros tipos de maus-tratos são os mais realizados contra a pessoa idosa. Geralmente, são feitas agressões verbais, que desrespeitam e desmoralizam, ridiculariza e humilha e causa depressão na pessoa idosa. O empoderamento para os idosos lhes oferece uma visão ampliada do poder, para saber como interagir em meio à sociedade e ter a autonomia necessária para realizar e enfrentar qualquer situação que lhes remeter algum tipo de violência e esse empoderamento pode ser ofertado aos idosos através da Educação em Saúde, que é caracterizada por métodos que podem ser desenvolvidos de forma particular e coletiva e que vai gerar esse aumento da autonomia dos idosos para que assim eles possam ter a sua própria opinião sobre determinado assunto e saber destinar a sua vida e os seus conhecimentos. O objetivo deste trabalho é relatar uma ação de cunho educativo para a população idosa, a fim de promover o empoderamento frente à violência psicológica, tornando-se, portanto, autônomos desse assunto, possuindo conhecimentos necessários e atuais. Trata-se de um estudo descritivo realizado no mês de agosto de 2017 como relato de experiência de acadêmicos do curso de graduação em enfermagem de uma universidade pública federal do alto sertão paraibano. Foi feito uma ação educativa onde o público-alvo foram idosos beneficiados de um programa habitacional de uma cidade do alto sertão paraibano. No momento da realização da ação educativa, onde ocorreu a discursão sobre a violência psicológica pode-se perceber que os idosos gostavam de expressar seu ponto de vista e tinham conhecimentos próprios e convictos sobre a temática e isso foi bastante importante, pois proporcionou uma maior interação entre alunos e idosos. Sendo assim, foi estimulado o empoderamento deles, onde os mesmos tiveram a oportunidade de expressar suas vivências e conhecimentos sobre o tema, os acadêmicos completaram o conhecimento dos idosos com informações essenciais sobre a violência psicológica, proporcionando a construção de saberes sobre a temática abordada. Existem diversos tipos de violências que são causadas à pessoa idosa, e sabe-se que, seja ela qual for, todas irão gerar sequelas psíquicas graves, que muitas vezes são percas irreparáveis, danos a sua saúde para o resto de sua vida. Por este motivo, faz-se necessário promover esse empoderamento ao idoso acerca das diversas formas de manifestações da violência psicológica, as maneiras de prevenção, proporcionando, portanto, autonomia, para que essa população não se torne refém das práticas de violências. Ao se fazer uma educação em saúde na população idosa, se percebe o quanto existe conhecimento desses idosos a respeito do assunto e à medida que se oferta conhecimento, é perceptível o retorno do que foi repassado, de forma dinâmica e contínua.

Veja o artigo completo: PDF