Resumo Trabalho

CONTRIBUIÇÃO DO ESTUDANTE DE MEDICINA NOS CUIDADOS PALIATIVOS DOS IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS NA PARAÍBA

MARIANNE RIBEIRO BARBOZA GAUDENCIO, ANDRESSA BRUNET LESSA, VANESSA SOUTO MAIOR PORTO, MARIA DAS GRAÇAS DA SILVA e orientado por RACHEL CAVALCANTI FONSÊCA

SEGUNDO A ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (OMS) A DEFINIÇÃO DE CUIDADO PALIATIVO É O CUIDADO ATIVO E TOTAL DOS PACIENTES CUJA ENFERMIDADE NÃO RESPONDE MAIS AOS TRATAMENTOS CURATIVOS, CONTROLE DA DOR E DE OUTROS SINTOMAS. O CUIDADO DOS PROBLEMAS DE ORDEM PSICOLÓGICA, SOCIAL E ESPIRITUAL SÃO OS MAIS IMPORTANTES. DIANTE DO ENVELHECIMENTO PROGRESSIVO DA POPULAÇÃO, AS ESCOLAS MÉDICAS PRECISAM ESTAR PREPARADAS PARA NOVAS ABORDAGENS E TEMÁTICAS RELACIONADAS À SENILIDADE, POIS, OS CURSOS DE CAPACITAÇÃO SÃO ESCASSOS E HÁ RESISTÊNCIA SOBRE O ASSUNTO DURANTE A GRADUAÇÃO. ASSIM, HÁ FORTE NECESSIDADE DE UMA MUDANÇA SUBSTANCIAL NA GESTÃO DO CONHECIMENTO E NOS CURRÍCULOS DE GRADUAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE. OS CUIDADOS PALIATIVOS, QUE VISAM A MELHOR QUALIDADE DE VIDA POSSÍVEL PARA OS PACIENTES E SUAS FAMÍLIAS, TERÃO A OPORTUNIDADE DE SE CONSOLIDAR NO BRASIL E CAPACITAR OS FUTUROS MÉDICOS PARA UM ATENDIMENTO INTEGRAL À POPULAÇÃO IDOSA. A PESQUISA TEVE COMO OBJETIVO AVALIAR OS CONHECIMENTOS EM CUIDADOS PALIATIVOS (CP) DE ALUNOS EXTENSIONISTAS DE UM PROJETO DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS. TRATA-SE DE UMA PESQUISA DE CAMPO DE ANÁLISE DESCRITIVA E ABORDAGEM QUALITATIVA REALIZADA COM OS ALUNOS DE MEDICINA EXTENSIONISTAS REALIZADO EM UMA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA. A AMOSTRA DO TRABALHO CONTOU COM 10 DISCENTES DE DIVERSOS PERÍODOS E AMBOS OS SEXOS. COMO INSTRUMENTO, FOI APLICADO UM ROTEIRO DE ENTREVISTA SEMIESTRUTURADO CONTENDO DADOS PESSOAIS E RELACIONADOS AO CONHECIMENTO DA ABORDAGEM DOS CUIDADOS PALIATIVOS. A PESQUISA FOI NORTEADA NA RESOLUÇÃO 466/12 DO CNS A QUAL PRESERVOU A TODOS OS ASPECTOS ÉTICOS QUE ENVOLVE SERES HUMANOS.

Veja o artigo completo: PDF