Resumo Trabalho

FAMÍLIA E VIOLÊNCIA CONTRA A PESSOA IDOSA: VALORES INVERTIDOS OU DESPREPARO FAMILIAR?

ROBERTA MACHADO ALVES, LAURANERY DE DEUS MORENO e orientado por ANA KARINA DA CRUZ MACHADO

A VIOLÊNCIA PRATICADA CONTRA A PESSOA IDOSA NO SEIO INTRAFAMILIAR CRESCE A CADA NOVA ESTATÍSTICA. DE ACORDO COM O LEVANTAMENTO DO DISQUE 100, SERVIÇO DE ACOLHIMENTO DE DENÚNCIAS E DEMANDAS RELACIONADOS A DIVERSOS TIPOS DE VIOLÊNCIA E CHEFIADO PELA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS – SDH, OS DADOS OBTIDOS EM 2018, DEMONSTRAM QUE A VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA SE ENCONTRA COMO O SEGUNDO TIPO DE VIOLÊNCIA QUE MAIS ACOMETE O IDOSO. OBSERVA-SE ATRAVÉS DA PESQUISA, QUE A VIOLÊNCIA PRATICADA CONTRA ESSE SEGMENTO APRESENTA NÍVEIS ALARMANTES DE CRESCIMENTO A CADA ANO E O DESPREPARO DA FAMÍLIA, DO ESTADO, DA SOCIEDADE E DAS INSTITUIÇÕES PARA TRABALHAR COM A TERCEIRA IDADE PODE SER FATOR DE CONTRIBUIÇÃO PARA DISSEMINAÇÃO DESTE TIPO DE VIOLÊNCIA. COMO MOSTRAM OS ESTUDOS, A VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA ACABA SENDO DIFÍCIL DE SER DETECTADA E PERCEBIDA, NO ENTANTO ESTA PODE TRAZER CONSEQUÊNCIAS GRAVES NA VIDA DO IDOSO, OCASIONANDO A DEPRESSÃO E ATÉ MESMO O SUICÍDIO. O PRESENTE ESTUDO BUSCOU, ATRAVÉS DE UM ESTUDO QUALITATIVO E DESCRITIVO, DEBATER A VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA SOFRIDA PELA PESSOA IDOSA E O SEIO INTRAFAMILIAR COMO PRINCIPAL CAUSADOR DESSE TIPO DE VIOLÊNCIA. TAMBÉM OBJETIVOU IDENTIFICAR O PERFIL DO VIOLENTADOR E DA VÍTIMA NA PERSPECTIVA DE COMBATE E ORIENTAÇÃO QUANTO A UMA VELHICE DIGNA CONFORME PREVÊ A LEGISLAÇÃO. COMO RESULTADO ESPERADO É FUNDAMENTAL AMPLIAR O DEBATE EM TORNO DE UM MAIOR PREPARO PARA LIDAR COM AS CAUSAS DO ENVELHECIMENTO, ASSEGURANDO A ESSES UMA FASE DE VIDA MAIS TRANQUILA, PARTICIPATIVA E AUTÔNOMA.

Veja o artigo completo: PDF