Resumo Trabalho

CUIDADOR DE IDOSO COM ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA: ASPECTOS RELACIONADOS A UMA ASSISTÊNCIA SEGURA

CAMILA ABRANTES CORDEIRO MORAIS, ELVIRA SANTANA AMORIM DA SILVA, JOSEFA DANIELMA LOPES FERREIRA, LARISSA FERREIRA DE ARAUJO PAZ e orientado por REGINA CÉLIA DE OLIVEIRA

INTRODUÇÃO: A ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA (ELA) É UMA DOENÇA NEURODEGENERATIVA RARA QUE ACOMETE PRINCIPALMENTE OS NEURÔNIOS MOTORES SUPERIORES (CÓRTEX CEREBRAL E TRONCO ENCEFÁLICO) E INFERIORES (MEDULA ESPINHAL). A PROGRESSÃO DA DOENÇA PROVOCA À INCAPACITAÇÃO MOTORA DO INDIVÍDUO, AFETANDO DIRETAMENTE A QUALIDADE DE VIDA, REDUZINDO SUA PARTICIPAÇÃO SOCIAL E, GRADUALMENTE, LEVANDO A PERDA DA SUA INDEPENDÊNCIA PARA REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA. O OBJETIVO DESTE TRABALHO É IDENTIFICAR AS PRINCIPAIS NECESSIDADES DOS CUIDADORES DE IDOSOS COM ELA, PROMOVENDO EDUCAÇÃO CONTÍNUA NAS DIVERSAS ETAPAS DO TRATAMENTO, VISANDO UMA ASSISTÊNCIA DOMICILIAR COM O MÍNIMO DE DANOS PARA O PACIENTE. METODOLOGIA: TRATA-SE DE UM ESTUDO DESCRITIVO, COM ABORDAGEM QUALITATIVA, REALIZADA COM PACIENTES CADASTRADOS NO AMBULATÓRIO DE ELA DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO OSVALDO CRUZ (HUOC), LOCALIZADO EM RECIFE – PE. A COLETA DE DADOS OCORREU EM MARÇO DE 2019, MEDIANTE APLICAÇÃO DE ROTEIRO PREVIAMENTE ELABORADO. A ANÁLISE DOS DADOS OCORREU MEDIANTE CORRELAÇÃO DOS DADOS COM OS ACHADOS DA LITERATURA. RESULTADOS AS PRINCIPAIS DIFICULDADES RELATADAS PELOS CUIDADORES ESTÃO RELACIONADAS À FALTA DE CONHECIMENTO SOBRE A DOENÇA E SUA EVOLUÇÃO, FALTA DE AUXÍLIO DURANTE A LOCOMOÇÃO DO PACIENTE, CANSAÇO DEVIDO À MOBILIDADE DO PACIENTE, DIFICULDADE RELACIONADA À COMUNICAÇÃO E PREPARO DE ALIMENTOS. ALÉM DISSO, OS PACIENTES SÃO MUITO DEPENDENTES PARA REALIZAÇÃO DE SUAS ATIVIDADES E APRESENTAM MODERADO RISCO PARA DESENVOLVER LESÃO POR PRESSÃO.

Veja o artigo completo: PDF