Resumo Trabalho

CONHECENDO O IDOSO INSTITUCIONALIZADO: SUBJETIVAÇÕES EM ESTRATÉGIAS DE LAZER

DIONE MARQUES FIGUEIREDO GUEDES PEREIRA, AMANDA HAISSA BARROS HENRIQUES, MARIA TEREZA DE SOUZA NEVES DA CUNHA, DANILO AUGUSTO DE HOLANDA FERREIRA e orientado por ANA FLÁVIA GOMES DE BRITTO NEVES

ENTENDENDO QUE A SUBJETIVIDADE SE DÁ MEDIANTE OS DIFERENTES E CONSTANTES ENCONTROS COM O OUTRO, DEPREENDE-SE QUE A FORMAÇÃO DO SUJEITO É RESULTANTE DA PARTICIPAÇÃO E INTERAÇÃO DE MÚLTIPLOS COMPONENTES. NESSE SENTIDO, A PESSOA IDOSA, TAMBÉM INSERIDA NESSE PROCESSO, APRESENTA INÚMEROS ENUNCIADOS E SABERES RESPONSÁVEIS PELA CONSTRUÇÃO DE SUA FORMAÇÃO ENQUANTO SUJEITO CUJAS DISCURSIVIDADES PODEM FAZÊ-LO ADOTAR POSIÇÕES DIFERENTES A PARTIR DE DETERMINADOS CONTEXTOS. MEDIANTE TAL PREMISSA, A CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS PODE SER UTILIZADA COMO UMA FERRAMENTA DE ANÁLISE DESSAS SUBJETIVIDADES DE FORMA A PROMOVER ESPAÇOS DE SOCIALIZAÇÃO, EXPRESSÃO DE SENTIMENTOS E EMOÇÕES, CRIATIVIDADE, ATIVANDO A VITALIDADE E, POR CONSEGUINTE, O BEM ESTAR DOS IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS, EM VIRTUDE DE SEU CARÁTER LÚDICO. DIANTE DO EXPOSTO, O PRESENTE ARTIGO TEM COMO OBJETIVO A APRESENTAÇÃO DE EXPERIÊNCIA REALIZADA MEDIANTE A OFERTA DE ATIVIDADES LÚDICAS SOB A FORMA DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS JUNTO AOS IDOSOS RESIDENTES NA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA ASPAN, COM FOCO NA OBSERVAÇÃO DAS DIFERENTES FORMAS DE SUBJETIVAÇÃO APRESENTADAS PELOS IDOSOS DIANTE DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS. AS ATIVIDADES FORAM REALIZADAS EM FORMA DE OFICINAS SEMANAIS, AS QUAIS TRABALHARAM TEMAS RELACIONADOS À HISTÓRIA DE VIDA DOS IDOSOS ALI RESIDENTES DENTRO DE UMA ESTRATÉGIA DENOMINADA “CHÁ DAS 15H”. COMO CRITÉRIOS PARA PARTICIPAÇÃO DAS ATIVIDADES, FORAM ESCOLHIDOS AQUELES COM POUCA DEPENDÊNCIA OU INDEPENDENTES E COM CAPACIDADE COGNITIVA PRESERVADA. AO FINAL DA EXECUÇÃO DA PROPOSTA, OBSERVOU-SE OS DIFERENTES MODOS DE SUBJETIVAÇÃO APRESENTADOS PELOS IDOSOS, EVIDENCIADOS PELAS DIFERENTES POSIÇÕES ADOTADAS A PARTIR DE ENUNCIADOS POSTOS.

Veja o artigo completo: PDF