Resumo Trabalho

BIOMARCADORES BIOQUÍMICOS EM IDOSO COM FLUOROSE ÓSSEA: RELATO DE CASO

RAFAEL MAFALDO BEZERRA e orientado por MARIA SORAYA PEREIRA FRANCO e orientado por MARIA SORAYA PEREIRA FRANCO

A Fluorose Óssea é uma doença endêmica que atinge vários países do mundo, inclusive o Brasil, no entanto não existe um grande número de pesquisas na literatura brasileira sobre essa enfermidade, a Fluorose Óssea ocorre devido ao efeito tóxico do flúor em indivíduos expostos à altas concentrações do mesmo e durante um longo período, apesar disso, sabe-se que outros fatores influenciam direta ou indiretamente essa toxidade do flúor, como dieta, eletrólitos presentes no sangue, problemas renais e circulatórios. O objetivo do trabalho é relatar um caso de uma voluntária em um programa de pesquisa feito no município de São João do Rio do Peixe, e mostrar os biomarcadores bioquímicos presentes na sua urina como forma de elucidar alguns questionamentos sobre o diagnóstico e efeitos da doença. É sabido que a paciente possuía fluorose óssea, pois como método de inclusão na pesquisa a paciente passou pela avaliação de um questionário semiestruturado e pré-avaliado sobre sintomatologia de dores articulares e foi feito uma análise radiográfica da mesma, constatando a Fluorose Esquelética. Durante o acompanhamento e a checagem dos resultados notou-se alterações nos valores de determinados fatores que são julgados importantes para a análise dos efeitos do flúor no organismo, como: Cálcio, Fósforo, Flúor Urinário, Creatinina, Fosfatase Óssea e Alcalina. Conclui-se que no Brasil existe um número de pessoas que estão expostas à essa doença e por não existirem estudos suficientes aqui no Brasil para elucidar as dúvidas de diagnóstico, por possuir sintomatologia semelhante a outras doenças, e tratamento faz-se necessário a apresentação de pesquisas sobre o assunto, por isso a importância desse resumo.

Veja o artigo completo: PDF