Resumo Trabalho

FATORES ASSOCIADOS AO RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS HOSPITALIZADOS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

ADRIANA LUNA PINTO DIAS, RAFAEL DA COSTA SANTOS, SUSANNE PINHEIRO COSTA E SILVA, LUIZA MARIA DE OLIVEIRA e orientado por RAFAELLA QUEIROGA SOUTO

DESCREVER OS RESULTADOS IDENTIFICADOS NA LITERATURA COMO FATORES ASSOCIADOS AO RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS HOSPITALIZADOS. TRATA-SE DE UMA REVISÃO INTEGRATIVA REALIZADA NAS BASES DE DADOS PUBMED, MEDLINE, LILACS E SCIELO, ENVOLVENDO ARTIGOS PUBLICADOS ENTRE 2009 E 2018. AS BUSCAS FORAM REALIZADAS COM O CRUZAMENTO DOS DESCRITORES “AGED”, “ELDERLY”, “RISK FACTORS”, “ACCIDENTAL FALLS”, “HOSPITALIZATION” E “INPATIENTS”, UTILIZANDO OS OPERADORES BOOLEANOS OR E AND. FORAM ENCONTRADOS 386 ARTIGOS QUE, APÓS SUBMISSÃO AOS CRITÉRIOS DE INCLUSÃO E EXCLUSÃO, ORIGINOU UMA AMOSTRA FINAL COM 04 ARTIGOS, SENDO UM (01) NACIONAL. METADE DOS ARTIGOS AFIRMAM QUE O AVANÇAR DA IDADE AUMENTA O RISCO PARA QUEDAS EM IDOSOS HOSPITALIZADOS. O GRAU DE DEPENDÊNCIA EM AVD’S, O COMPROMETIMENTO COGNITIVO, A POLIMEDICAÇÃO (USO ACIMA DE 7-8 MEDICAMENTOS), USO DE NEUROLÉPTICOS/ ANTIPSICÓTICOS E A OCORRÊNCIA DE DELIRIUM TAMBÉM FORAM CITADOS COMO PREDITORES PARA RISCO DE QUEDAS HOSPITALARES EM IDOSOS. EM RELAÇÃO AO GÊNERO, TANTO HOMENS COMO MULHERES FORAM COLOCADOS EM GRUPOS DE ALTO RISCO PARA QUEDAS, SENDO O SEXO MASCULINO COM SENSIBILIDADE AUMENTADA PARA ESSE RISCO. OS FATORES ASSOCIADOS AO RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS HOSPITALIZADOS FORAM: A IDADE AVANÇADA (ACIMA DE 70 ANOS), A DEPENDÊNCIA FUNCIONAL, O COMPROMETIMENTO COGNITIVO, O USO DE POLIMEDICAÇÃO (INCLUINDO NEUROLÉPTICOS/ANTIPSICÓTICOS) E A PRESENÇA DE DELIRIUM. DIANTE DA PEQUENA AMOSTRA DESTE ESTUDO, OBSERVA-SE A NECESSIDADE DE MAIS INVESTIGAÇÕES SOBRE FATORES ASSOCIADOS A QUEDAS EM IDOSOS HOSPITALIZADOS.

Veja o artigo completo: PDF