Resumo Trabalho

CLIMATÉRIO E MENOPAUSA: IMPACTO NA SAÚDE DA MULHER EM PROCESSO DE ENVELHECIMENTO

JANAÍNA FERNANDES FERREIRA, MORGANA ALVES DE FARIAS e orientado por ANA CLÁUDIA TORRES DE MEDEIROS

O CLIMATÉRIO E A MENOPAUSA CORRESPONDEM À FASES BIOLÓGICAS INERENTES ÀS MULHERES E FAZEM PARTE DO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO NATURAL, SENDO UM PERÍODO MARCADO POR ALTERAÇÕES BIOPSICOSSOCIAIS. A PRESENTE PESQUISA OBJETIVOU INVESTIGAR O QUE A LITERATURA APRESENTA ACERCA DO IMPACTO QUE O CLIMATÉRIO E A MENOPAUSA GERA NA VIDA DAS MULHERES, BEM COMO A PERCEPÇÃO DAS MESMAS FRENTE À ESTE MARCANTE PERÍODO. TRATA-SE DE UMA REVISÃO INTEGRATIVA DE LITERATURA REALIZADA NA BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE, NO QUAL OBTEVE-SE UM TOTAL DE 10 ARTIGOS. APÓS ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DOS ESTUDOS SELECIONADOS EMERGIRAM DUAS CATEGORIAS: “PERCEPÇÃO DAS MULHERES FRENTE AO PERÍODO CLIMATÉRICO E À MENOPAUSA” E “IMPACTO DAS MODIFICAÇÕES DO CLIMATÉRIO E MENOPAUSA NA VIDA DAS MULHERES”, ONDE FORAM EXPLANADOS O CONHECIMENTO FEMININO SOBRE O TEMA, AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PERCEBIDAS E O IMPACTO QUE CAUSAM NO COTIDIANO DESSAS MULHERES. CONSTATOU-SE QUE O PERÍODO CLIMATÉRICO E A MENOPAUSA SÃO COMUMENTE PERCEBIDOS E VIVENCIADOS COMO EXPERIÊNCIAS NEGATIVAS, PROVOCANDO SENTIMENTOS COMO INUTILIDADE DEVIDO À PERDA DA CAPACIDADE REPRODUTIVA. ALÉM DISSO, EVIDENCIOU-SE QUE MULHERES SEDENTÁRIAS, COM SOBREPESO OU OBESIDADE, BAIXO DESEMPENHO FÍSICO E COM PERCEPÇÕES NEGATIVAS SOBRE SUA QUALIDADE DE VIDA POSSUEM MAIOR INTENSIDADE DOS SINTOMAS CLIMATÉRICOS. A ESCASSEZ DE INFORMAÇÕES SOBRE A TEMÁTICA DESTACA-SE COMO UM DOS MAIORES FATORES CONTRIBUINTES PARA ESSA VIVÊNCIA NEGATIVA, FAZENDO-SE NECESSÁRIA, PORTANTO, A SENSIBILIZAÇÃO DE GESTORES E PROFISSIONAIS DE SAÚDE PARA QUE FORNEÇAM INFORMAÇÕES E EXERÇAM ATIVIDADES EDUCATIVAS VOLTADAS À ESSE GRUPO, QUE POR MUITAS VEZES NÃO RECEBE UMA ASSISTÊNCIA FOCADA EM SUAS SINGULARIDADES.

Veja o artigo completo: PDF