Resumo Trabalho

FORÇA MUSCULAR EM IDOSOS COM DIAGNÓSTICO DE DOENÇAS NEUROLÓGICAS

LETÍCIA SANTANA GONÇALVES, MARIA EDUARDA NOVAES FERNANDES, PALOMA DE JESUS LIMA, ISNANDA TARCIARA DA SILVA e orientado por ISNANDA TARCIARA DA SILVA

INTRODUÇÃO: A SENESCÊNCIA É UMA CONDIÇÃO QUE IRÁ AFETAR QUALQUER SER VIVO, MAS COM ELA PODEM VIR ALGUMAS PATOLOGIAS QUE AFETAM TODO O SISTEMA DE FORMA NEGATIVA, ASSIM COMO AS DOENÇAS NEUROLÓGICAS COMO AVC E PARKINSON. A FORÇA MUSCULAR ESTÁ ENTRE ESSAS PATOLOGIAS DIMINUINDO A QUALIDADE DE VIDA DESSES INDIVÍDUOS. OBJETIVO: DESCREVER A FORÇA MUSCULAR EM IDOSOS COM DIAGNÓSTICO DE DOENÇAS NEUROLÓGICAS. METODOLOGIA: TRATA-SE DE UM ESTUDO DESCRITIVO, DE DELINEAMENTO TRANSVERSAL E ABORDAGEM QUANTITATIVA COM O INTUITO DE AVALIAR TODOS OS INDIVÍDUOS COM SEQUELAS NEUROLÓGICAS, DE AMBOS OS SEXOS, ACIMA DOS 18 ANOS, ATENDIDOS PELO NÚCLEO DE ESTUDOS EM FISIOTERAPIA DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DO INTERIOR DA BAHIA. APLICANDO QUESTIONÁRIO SOBRE CONDIÇÕES SOCIAIS, DOENÇAS E FORÇA MUSCULAR PELO USO DE DINAMÔMETRO E ALGUNS TESTES DE FORÇA MUSCULAR COM APLICAÇÃO DE RESISTÊNCIA. SENDO ESTES DADOS ANALIZADOS PELO NO SOFTWARE STATISTICAL PACKAGE FOR THE SOCIAL SCIENCE (SPSS) V. 25.0, SEGUINDO A RESOLUÇÃO 466/2012 E FOI APROVADO PELO COMITÊ DE ÉTICA E PESQUISA SOB O PARECER Nº 3.101.446. RESULTADOS: FOI OBSERVADO QUE TODOS OS INDIVÍDUOS APRESENTARAM ALTERAÇÃO DE FORÇA MUSCULAR EM PELO MENOS DOIS DOS SEIS GRUPOS MUSCULARES TESTADOS. CONCLUSÃO: CONCLUI-SE QUE A MAIORIA É DO SEXO MASCULINO (60,0%), ESTÁ NA FAIXA ETÁRIA DE 60 A 69 ANOS (60,0%), BRANCOS, QUE SABEM LER E ESCREVER, CASADOS, COM RENDA DE ATÉ 1 SALÁRIO MÍNIMO E QUE NÃO EXERCEM ATIVIDADE REMUNERADA E APRESENTARAM ALTERAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR EM PELO MENOS DOIS DOS SEIS GRUPOS ESTUDADOS.

Veja o artigo completo: PDF