Resumo Trabalho

HIV/AIDS NA TERCEIRA IDADE: DESAFIOS NO PROCESSO DE CONVIVÊNCIA FAMILIAR E SOCIAL

DIVANIA CARLA SIMÕES DA CUNHA LAGO, CLESIVANIA XAVIER RODRIGUES , JOYCE BEATRIZ AVELINO DA SILVA

O PRESENTE TRABALHO VISA CONHECER, A PARTIR DE ANÁLISE BIBLIOGRÁFICA A DIFICULDADE DOS IDOSOS NO ENFRENTAMENTO AO PRECONCEITO FAMILIAR E SOCIAL NA DESCOBERTA DO VÍRUS HIV/AIDS. TEM COMO OBJETIVO APRESENTAR A DIFICULDADE DOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE EM ENXERGAR OS IDOSOS TAMBÉM COMO PÚBLICO VULNERÁVEL À ESTA SÍNDROME, E COMO SE DÁ TODO O PROCESSO E SITUAÇÕES DE PRECONCEITO, REJEIÇÃO FAMILIAR E SOCIAL. O TABU DE TER EM SUA FAMÍLIA, OU NO SEU MEIO SOCIAL UMA PESSOA IDOSA COM O VÍRUS OU A DOENÇA EM SI, DEIXA MUITOS QUE CONVIVEM COM ESSE INDIVÍDUO INCOMODADOS. NESTE CENÁRIO, A RELEVÂNCIA DO TRABALHO DÁ-SE POR PESQUISAR SOBRE TEMAS COMO A IMPORTÂNCIA FAMILIAR E DA SOCIEDADE NO TRATAMENTO DOS IDOSOS COM O VÍRUS HIV/AIDS CONTRIBUI DE MANEIRA SIGNIFICANTE PARA O ROMPIMENTO DE PRECONCEITOS E REJEIÇÕES, MUITAS VEZES, SOFRIDAS POR ESSES IDOSOS. TRAZER A IMPORTÂNCIA DE TODOS QUE VIVEM, NO MEIO SOCIAL DESSE PARA O SEU TRATAMENTO E CONVÍVIO COM O VÍRUS, COLABORA DE FORMA SIGNIFICATIVA COM ESSES IDOSOS A UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL E DE LONGEVIDADE. A METODOLOGIA DE PESQUISA SE DEU A PARTIR DE BIBLIOGRAFIAS NORMATIVAS RELACIONADAS À TEMÁTICA DO IDOSO COM O VÍRUS DA HIV/AIDS E BIBLIOGRAFIAS COM FOCO NO PRECONCEITO NA TERCEIRA IDADE. PELA ANÁLISE DOS RESULTADOS, PODE-SE CONCLUIR QUE OS ESTIGMAS E PRECONCEITOS VINCULADOS AO HIV/AIDS E À SEXUALIDADE DA PESSOA IDOSA CONTRIBUI PARA A DESCOBERTA TARDIA DO VÍRUS/DOENÇA. A DISCUSSÃO SOBRE ESSES ASPECTOS DEVE COMPOR AS AÇÕES DE FORMAÇÃO EM SAÚDE.

Veja o artigo completo: PDF