Resumo Trabalho

PERFIL DA MORTALIDADE EM IDOSOS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

AILA MARÔPO ARAÚJO, EDUARDO PINHEIRO E SILVA e orientado por AÍLA MARÔPO ARAÚJO e orientado por AÍLA MARÔPO ARAÚJO

Na sociedade atual, um fato que tem ganhado grande destaque no cenário mundial e que afeta tanto a países em desenvolvimento como países desenvolvidos, é o rápido envelhecimento da população. Esse estudo tem como objetivo caracterizar o perfil da mortalidade em idosos no Estado do Rio Grande do Norte no período de 2006 a 2015. Trata-se de um estudo epidemiológico, descritivo, retrospectivo e de abordagem quantitativa, elaborado de acordo com dados do sistema de informação sobre mortalidade de idosos. Para coleta de dados utilizou-se informações de idosos na faixa etária de 60 anos ou mais, vítimas de óbitos de acordo com a Classificação Internacional de Doenças – CID10, residentes no Estado do Rio Grande do Norte. A coleta dos dados foi efetuada no Departamento de Informática do SUS (DATASUS), tabulados em planilhas do Excel, construídos tabelas e analisados conforme a estatística descritiva. Evidenciou-se que 36,95% dos óbitos foram motivados por doenças do aparelho circulatório de acordo com o capítulo IX do CID - 10 e 17,13% por neoplasias. Prevaleceu a faixa etária de 80 anos ou mais, majoritária ao sexo masculino, de cor branca, e indivíduos não alfabetizados. Portanto, é de extrema importância um olhar diferenciado à pessoa idosa, no que tange a adoção de medidas de prevenção para as doenças circulatórias, assim como, fortalecer discussões voltadas às políticas públicas da pessoa idosa.

Veja o artigo completo: PDF