Resumo Trabalho

PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO E AS CONDIÇÕES GERAIS DE SAÚDE DOS IDOSOS

AZENATE LOPES PIRES DUTRA, PRISCILA VALVERDE DE OLIVEIRA VITORINO, CAMILLA MONTEIRO ALVES e orientado por  PRISCILA VALVERDE DE OLIVEIRA VITORINO e orientado por  PRISCILA VALVERDE DE OLIVEIRA VITORINO

Introdução: O aumento do número de idosos na população reforça a necessidade de conhecer as características dessa população afim de traçar estratégias mais assertivas e menos onerosas para a prevenção e tratamento de agravos à saúde. Objetivo: Descrever o perfil sociodemográfico e as condições gerais de saúde dos idosos da comunidade. Método: Estudo de corte transversal descritivo. A amostra foi composta por 111 idosos da comunidade participantes de três universidades abertas. Foi utilizado o questionário de caracterização sociodemográfica, econômica e de condições gerais de saúde, elaborado para o estudo. Resultados: A média de idade foi de 69,4±10,4 anos, a renda média mensal foi de 3.192,8 reais. Dentre os idosos avaliados 79 (47,0%) estavam com sobrepeso ou obesidade. A média da pressão arterial sistólica foi de 126,7±21,4 mmHg, da pressão arterial diastólica de 70,8±13,5 mmHg. Com relação à prática de atividade física, 102 (71,8%) eram ativos e 40 (28,2%) sedentários. A maioria dos idosos (92,7%) relatou ter alguma doença, 188 (88,3%) tomavam algum medicamento diariamente e 41 (19,2%) tiveram alguma internação no último ano. Em relação à percepção de saúde dos idosos avaliados, 98 (45,6%) disseram ter boa saúde e em comparando sua saúde com outros idosos de sua convivência, 136 (63,8%) disseram que sua saúde era melhor. Conclusão: Os idosos avaliados eram predominantemente mulheres, com níveis de escolarização e renda mensal elevados, com excesso de peso, pressão arterial controlada, ativos, em uso regular de medicação e relato de pelo menos uma doença.  

Veja o artigo completo: PDF