Resumo Trabalho

ATIVIDADE FÍSICA COMO INFLUÊNCIA POSITIVA NA QUALIDADE DE VIDA DO IDOSO: REVISÃO SISTEMÁTICA

MIKAEL FERREIRA COSTA

A vida do homem vem tendo um aumento em sua expectativa, com este aumento também aumenta a preocupação com a qualidade de vida (QV) na velhice. A OMS acredita que a participação em atividades físicas de níveis leves e moderadas pode retardar os declínios funcionais. O objetivo geral deste é evidenciar a atividade física como fator positivo na QV do idoso. Para atingir tal objetivo utilizou-se da pesquisa de revisão sistemática, exploratória e de abordagem qualitativa, baseada nas produções científicas nacionais. Como resultado obteve um total de 18 artigos, analisando de acordo com a distribuição por ano de publicação do período de 2012 a 2017: 4 artigos no ano de 2012, 2 no ano de 2013; 7 em 2014 e 5 no ano de 2015, já nos anos de 2016 não foram encontrados artigos no perfil da pesquisa e em 2017 não houve publicação que adentrasse na até o presente momento. Considerando os indexos na base de dados da BVS, têm-se um perfil de 5 no index psicologia, 9 no LILACS, 2 no MEDLINE e 2 na BDENF. Após, estes foram inseridos em uma tabela para análise das suas conclusões. Podendo concluir que a atividade física, em idosos de qualquer faixa etária, seja residentes de ILPS, moradores da zona urbana ou rural, portador de alguma deficiência, traz uma melhora significativa não somente na QV do idoso, mais também em outros aspectos biopsicossociais, sendo um fator positivo para a vida.

Veja o artigo completo: PDF