Resumo Trabalho

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA DE VIVÊNCIA PRÁTICA DE ESTÁGIO

ELIZABETH RAYANNE LIMA, EDJA CLÉBYA DOS SANTOS MELO, ANGÉLICA DE GODOY TORRES LIMA e orientado por AMANDA HAISSA BARROS HENRIQUES e orientado por AMANDA HAISSA BARROS HENRIQUES

Diante da crescente longevidade da população senescente e do avanço da medicina atual, é necessária uma adaptação dos serviços de saúde pública para suprir a demanda, pois mesmo com essa transformação do perfil demográfico, vem paralelo a ele uma infinidade de patologias que acompanham essa fase, traduzidas muitas vezes por maus tratos, baixa renda, obesidade, hipertensão, sedentarismo e a precariedade nas condições de vida. Repensar as prioridades na área da saúde, a atenção à saúde do idoso dependente representa novos desafios para o sistema de saúde brasileiro. Diante disso, é relevante destacar a importância da equipe de saúde para promover uma melhor qualidade de vida para esse público, que muitas vezes não tem um amparo familiar e acabam por residir em Asilos e Casas de Apoio. Objetivou-se relatar a vivência enquanto estagiárias do Curso Técnico em Enfermagem, enfatizando os cuidados gerais prestados diariamente aos idosos institucionalizados e a relevância das boas práticas de saúde em gerontologia. Trata se de um estudo descritivo, oriundo do Estágio de Saúde do Idoso no Lar Espírita Bezerra de Menezes, localizado na Avenida Nossa Senhora do Bom Conselho, Belo Jardim PE, entidade sem fins lucrativos que oferece serviços integrais a pacientes idosos com diversas patologias e que se mantém através de doações. Colaborou-se com a rotina, auxiliando no banho e higiene, na alimentação, na administração de medicações, bem como proporcionando momentos dinâmicos de lazer e interação com o público alvo. Percebeu-se a importância dos cuidados prestados à saúde não só física, como mental dos idosos institucionalizados pelos estudantes do Curso Técnico de Enfermagem diante da melhoria na condição de saúde, inserção social e autoestima, oferecendo cuidado e atenção para aqueles que mais necessitam e que muitas vezes dependem de outras pessoas para realizarem funções básicas como escovar os dentes, pentear o cabelo. É salutar, ressaltar a importância cada vez mais de práticas humanizadas nos Asilos e Casas de Apoio à Idosos institucionalizados.

Veja o artigo completo: PDF