Resumo Trabalho

ATUAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA SAÚDE MENTAL DOS IDOSOS: UMA REVISÃO DA LITERATURA

TATIANA FÁTIMA SOARES REGALADO, CLARA DE ARAÚJO DANTAS TEIXEIRA, JÚLIO EMANOEL DAMASCENO MOURA, LEANDRO CARLOS SILVÉRIO

A SAÚDE MENTAL É UMA TEMÁTICA MUITO ABORDADA NA ATUALIDADE EM VIRTUDE DE SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO E SUA ATUAÇÃO NOS ÂMBITOS PESSOAL E SOCIAL. A PARCELA GERIÁTRICA É A QUE MAIS SENTE AS CONSEQUÊNCIAS DA ANSIEDADE E DA DEPRESSÃO. A PRÁTICA DE ATIVIDADES FÍSICAS SUPERVISIONADAS É UMA MANEIRA DE TRAZER RESULTADOS SÓLIDOS PARA A AUTOESTIMA E O BEM ESTAR DESSE PÚBLICO, AUXILIANDO NO PROCESSO DE INSERÇÃO SOCIAL. A METODOLOGIA DA PESQUISA CONSISTIU NA BUSCA DE ARTIGOS NAS BASES DE DADOS SCIELO E LILACS QUE CORRESPONDESSEM AO PERÍODO DE 2012 A 2019, UTILIZANDO COMO DESCRITORES “ANSIEDADE”, “ATIVIDADE FÍSICA”, “DEPRESSÃO”, “IDOSOS”. A PESQUISA OBTEVE 19 CORRESPONDÊNCIAS, MAS APENAS 8 FORAM INCLUÍDAS NESTE ARTIGO. A ANÁLISE DESSES TRABALHOS APONTOU QUE A PRÁTICA REGULAR DE EXERCÍCIOS INFLUI NA REDUÇÃO DE SINAIS CLÍNICOS DE DEPRESSÃO E ANSIEDADE E AUXILIA NA PREVENÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DESSAS PATOLOGIAS. A EXPLICAÇÃO TEM RELAÇÃO COM A AÇÃO DOS NEUROTRANSMISSORES NO METABOLISMO DESSES IDOSOS E SEU DESEMPENHO NA MOTIVAÇÃO PARA TAREFAS, NA MODULAÇÃO EMOCIONAL E NO COMPORTAMENTO SOCIAL. DESSA FORMA, OS EXERCÍCIOS FÍSICOS APARECEM COMO ESTRATÉGIA COMPLEMENTAR AO TRATAMENTO CONVENCIONAL PSIQUIÁTRICO, MELHORANDO A QUALIDADE DE VIDA DA COMUNIDADE GERIÁTRICA.

Veja o artigo completo: PDF