Resumo Trabalho

EDUCAÇÃO FARMACÊUTICA À PESSOA IDOSA NA UNIDADE DE SAÚDE SANTA CLARA INTEGRADA JP/PB: APRENDENDO COM O LÚDICO

ROSSANA MARIA SOUTO MAIOR SERRANO, THALITA ALVES DE SOUSA, YAGO WILLIAM LISBOA DONATO VIEIRA, JOSUÉ JERONIMO LEITE e orientado por ROSSANA MARIA SOUTO MAIOR SERRANO e orientado por ROSSANA MARIA SOUTO MAIOR SERRANO

O aumento do número de pessoas idosas é uma realidade no mundo, resultados de ações de promoção e proteção a saúde e a melhoria da qualidade de vida. A Educação farmacêutica é de extrema importância para redução da morbimortalidade entre idosos, principalmente quando relacionada ao uso racional de medicamentos. Esse trabalho objetivou orientar os idosos sobre a necessidade do uso racional de medicamentos, os perigos da automedicação, e a importância da adesão a tratamento, bem como a aplicação de atividades lúdicas e a formação de jogos para educação farmacêutica de pessoas da terceira idade e seus cuidadores. Esse projeto foi desenvolvido com o grupo de idosos da Unidade de Saúde Integrada Santa Clara/ João Pessoa – PB, onde foram realizadas ações educativas lúdicas e abordadas temáticas relacionadas a o uso de medicamentos, hábitos saudáveis forma correta de administração de medicamentos entre outros. Os jogos são estratégias para estimular a memória recente com a associação de imagens relacionadas aos temas trabalhados. Foram aplicados três jogos adaptados de outros já conhecidos. O jogo da memória foi utilizado como instrumento para dialogar com aos idosos sobre a importância de uma vida saudável. Os jogos do dominó e bingo foram adotados como estratégias para demonstrar as formas farmacêuticas disponíveis e as diferenças entre elas e as vias aconselhadas para seu uso. As práticas foram multidisciplinares e ao final de cada encontro foram realizadas avaliações sobre as repostas dos idosos. Pode-se concluir sobre a importância da educação básica farmacêutica ao idoso para a redução dos riscos sobre o uso inadequado de medicamentos.

Veja o artigo completo: PDF