Resumo Trabalho

DISFUNÇÃO ERÉTIL NA TERCEIRA IDADE: PERSPECTIVAS ATUAIS E O PAPEL DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE

ALBENICE VIEIRA DE ARAUJO, AVANIELIA MIRANDA COSTA, UDYLÂNEA ALVES DA SILVA, ANNY CATHARINE DE LIMA e orientado por MAINE VIRGINIA ALVES CONFESSOR e orientado por MAINE VIRGINIA ALVES CONFESSOR

Resumo: Introdução: As repercussões do processo de envelhecimento sobre a sexualidade constituem um assunto particularmente julgado por preconceitos históricos e culturais. Esta área de pesquisa é bastante limitada em relação aos profissionais da saúde e usuários, pelo fato da idade e do tabu em explanar o tema. As limitações ocasionadas pela disfunção erétil podem ser atribuídas à internalização das normas sociais predominantes. Objetivo: Tecidas as considerações, esse artigo tem como objetivo descrever as causas da disfunção erétil, os possíveis fatores que levam à incidência desse tipo de doença, suas manifestações clínicas, meios de diagnósticos e seus possíveis tratamentos. Métodos: Trata-se de uma pesquisa de revisão de literatura. Foram pesquisados os termos: “sexualidade”, “idosos”, “disfunções sexuais”, “disfunções eréteis”, “envelhecimento” em base de dados como Google acadêmico e Scielo. As publicações selecionadas são do período de 2004-2013. Para a seleção das fontes foram consideradas como critério de inclusão as bibliografias que abordassem concomitantemente a sexualidade/ disfunções sexuais na faixa etária dos idosos. Resultados e discussão: Entende-se por disfunção erétil a incapacidade de alcançar ou manter uma ereção desejável e suficiente, para obter o desempenho sexual satisfatório. Com isso, de acordo com as pesquisas é explícito que os casos de disfunção erétil podem ser decorrentes não apenas em relação à idade ou anormalidades anatômicas e fisiológicas, mas também por problemas psicológicos. Considerações finais: Grande parte dos profissionais ainda não estão preparados para atuar diante dessa situação que afeta a população masculina, e isto atrelado ao constrangimento que o paciente tem de procurar um tratamento. É imperioso destacar a carência de pesquisas relacionadas à disfunção erétil, fazendo-se necessário um estímulo ao desejo e financiamentos de pesquisas voltadas para essa área, a fim de obter uma a maior compreensão da temática.

Veja o artigo completo: PDF