Resumo Trabalho

REFERÊNCIA E CONTRARREFERÊNCIA: DIFICULDADES NO COTIDIANO DE CUIDADOS DO ENFERMEIRO AO IDOSO NA ATENÇÃO BÁSICA

LAIS MARIA CAMPOS PINTO e orientado por MARCELO COSTA FERNANDES e orientado por MARCELO COSTA FERNANDES

A enfermagem, em seu cotidiano assistencial, necessita trabalhar com afinco especial ao idoso, em decorrência principalmente das limitações que podem surgir nessa fase da vida. Assim, esta profissão deve ser apoiada por uma rede atenção à saúde eficaz, com o sistema de referência e contrarreferência consolidados. Logo, esta investigação buscar averiguar, a partir do discurso dos enfermeiros da Atenção Básica, a percepção sobre o sistema de referência e contrarreferência no cuidado ao idoso. Trata-se de estudo descritivo, com abordagem qualitativa, realizado com 32 enfermeiros da Estratégia Saúde da Família da cidade de Maracanaú-CE, Brasil. Utilizou-se a entrevista semiestruturada como a técnica de coleta de dados. As entrevistas aconteceram no período entre Maio e Julho de 2012. Utilizou-se da analise do Discurso do Sujeito Coletivo, como técnica de organização dos dados. A pesquisa teve início após a aprovação do projeto pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual do Ceará-UECE sob o parecer nº 26907. A Atenção Básica de saúde ainda enfrenta problemas no sistema, com a dificuldade de integração entre os vários níveis, ilustrada pela falta de referência e contrarreferência de saúde e, mais especificamente, de comunicação entre os vários níveis do sistema.

Veja o artigo completo: PDF