Resumo Trabalho

GRUPOS DE CONVIVÊNCIA DE IDOSOS ENQUANTO DISPOSITIVOS DE EMPODERAMENTO EM SAÚDE

DANIELLY CRISTINY DE VERAS, CITÂNIA CORDEIRO DA NÓBREGA e orientado por FRANKLIN DELANO SOARES FORTE

O ENVELHECIMENTO POPULACIONAL É UM FENÔMENO MUNDIAL. NESSE CONTEXTO, AS POLÍTICAS DE SAÚDE, JUNTAMENTE COM AS POLÍTICAS PÚBLICAS DE DIVERSOS SETORES DEVEM PROMOVER QUE ESSE AUMENTO DA EXPECTATIVA DE VIDA SEJA ACOMPANHADO DE QUALIDADE DE VIDA, POR MEIO DE AÇÕES QUE BUSQUEM PROPORCIONAR A EQUIDADE E A MELHORIA DAS CONDIÇÕES E DOS MODOS DE VIVER DA PESSOA IDOSA. NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE (APS), O NÚMERO DE IDOSOS QUE DEMANDAM CUIDADOS EM SAÚDE É CRESCENTE E UMA FORMA DE OTIMIZAR ESSA ATENÇÃO É A FORMAÇÃO DE GRUPOS DE PROMOÇÃO A SAÚDE. O ESTUDO TEM COMO OBJETIVOS DESENVOLVER AÇÕES NO CAMPO DA PROMOÇÃO E DA EDUCAÇÃO EM SAÚDE COM IDOSOS E AVALIAR ESSAS AÇÕES A PARTIR DA PERCEPÇÃO DOS IDOSOS ACERCA DOS GRUPOS E DE QUE FORMA TÊM CONTRIBUÍDO PARA O EMPODERAMENTO EM SAÚDE. TRATA-SE DE UM ESTUDO EXPLORATÓRIO, COM ABORDAGEM QUALITATIVA FUNDAMENTADO NOS PRESSUPOSTOS DA PESQUISA AÇÃO. PARTICIPARAM DA PESQUISA 17 IDOSOS CADASTRADOS NA UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA EM ESTUDO. AS ATIVIDADES FORAM REALIZADAS MEDIANTE METODOLOGIAS PARTICIPATIVAS.. FORAM REALIZADAS ENTREVISTAS INDIVIDUAIS, AS QUAIS FORAM GRAVADAS PARA POSTERIOR TRANSCRIÇÃO. CONCLUI-SE QUE NO TRABALHO EM SAÚDE, PROFISSIONAIS E IDOSOS DEVEM ARTICULAR O PROCESSO EDUCATIVO À BUSCA DE AUTONOMIA E PODER ATRAVÉS DE METODOLOGIA PARTICIPATIVA QUE PERMITE A ATUAÇÃO EFETIVA DE TODOS OS PARTICIPANTES NO PROCESSO, VALORIZANDO OS CONHECIMENTOS E EXPERIÊNCIAS, DOS IDOSOS, ENVOLVENDO-OS NA DISCUSSÃO, IDENTIFICANDO E BUSCANDO SOLUÇÕES PARA PROBLEMAS QUE EMERGEM DE SUA SAÚDE E DA VIDA.

Veja o artigo completo: PDF