Resumo Trabalho

TERCEIRA IDADE - TABAGISMO E COMORBIDADES

BRUNA MOURA RIBEIRO NUNES , LUANA SILVA BARBOSA, MATEUS RAPOSO DOS SANTOS, MATHEUS VINICIUS NASCIMENTO CABRAL e orientado por CLÉSIA OLIVEIRA PACHÚ e orientado por CLÉSIA OLIVEIRA PACHÚ

O tabagismo é um problema de saúde pública e está diretamente relacionado ao surgimento de doenças crônicas não transmissíveis. Embora estatísticas demonstrem significante queda no número de tabagistas com o passar dos anos, a população idosa não tem recebido a atenção necessária quanto ao controle do tabagismo. Idosos apresentam maior risco de desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, além de demonstrarem maior dificuldade no alcance da abstinência. Neste contexto, o presente estudo objetivou analisar a ocorrência de doenças tabaco-relacionadas em idosos tabagistas com 65 anos ou mais, voluntários do Programa Multidisciplinar de Tratamento do Tabagismo em um hospital público na cidade de Campina Grande, PB. Dos participantes 12,12% deram início a vida tabagista antes mesmo dos 10 anos de idade, 57,57% iniciaram entre 11 e 20 anos e 30,30% após 21 anos de idade. Quanto a prevalência de doenças crônicas não transmissíveis, a Hipertensão Arterial foi a comorbidade relatada pelo maior número de participante, estando presente em 36,36% dos idosos tabagistas. Foram relatados também hipotireoidismo, gastrite, diabetes e labirintite. Quanto às complicações de saúde em decorrência do hábito tabagista, foram citados enfisema pulmonar, tosse e/ou rouquidão, edema de glote, embolia pulmonar e osteoporose. Dos 33 idosos participantes, 10 conseguiram alcançar a abstinência ao fim do tratamento, sendo estes 05 homens e 05 mulheres, e dentre os que não alcançaram a abstinência, houve significativa diminuição no número de cigarros consumidos diariamente. Fica demonstrado que o tabagismo acresce negativamente na morbidade por doenças crônicas não transmissíveis e, faz-se necessário implementação de ações para minimizar os danos advindos do cigarro, principalmente no que diz respeito a idosos.

Veja o artigo completo: PDF