Resumo Trabalho

A IMPORTÂNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO PARA A QUALIDADE DE VIDA NA TERCEIRA IDADE

CARLOS ANTONINO MESQUITA DE MELO, VITORIA LEITE DE ARRUDA, JESSICA LEITE TORRES, HELDER XAVIER BEZERRA e orientado por FABRÍCIA GOMES LOPES

INTRODUÇÃO: O ENVELHECIMENTO PODE SER CARACTERIZADO COMO A PERDA DA EFICIÊNCIA DOS PROCESSOS ENVOLVIDOS NA MANUTENÇÃO DA HOMEOSTASE DO ORGANISMO, IMPLICANDO DECRÉSCIMO DA VIABILIDADE OU AUMENTO DA VULNERABILIDADE AO ESTRESSE, O QUE ACARRETA EM DIVERSAS MORBIDADES. NO ENTANTO, TEM SIDO SUGERIDO QUE A PRÁTICA DIÁRIA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS SERIA UMA ALTERNATIVA PARA REDUZIR AS PATOLOGIAS ASSOCIADAS AO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO, GARANTINDO, ASSIM, UM AUMENTO DA QUALIDADE DE VIDA DOS IDOSOS. OBJETIVO: REALIZAR UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA PRÁTICA REGULAR DE ATIVIDADE FÍSICA DA POPULAÇÃO IDOSA NA QUALIDADE DE VIDA DESSES INDIVÍDUOS. METODOLOGIA: O PRESENTE ESTUDO TRATA-SE DE UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA, UTILIZANDO ARTIGOS EM INGLÊS E EM PORTUGUÊS PUBLICADOS EM PERIÓDICOS INDEXADOS NAS SEGUINTES BASES DE DADOS SCIELO, MEDLINE E LILACS, NO PERÍODO COMPREENDIDO ENTRE 1999 E 2019. APÓS A APLICAÇÃO DOS CRITÉRIOS DE INCLUSÃO E EXCLUSÃO FORAM UTILIZADOS 12 ARTIGOS PARA A REALIZAÇÃO DO PRESENTE ESTUDO. RESULTADOS E DISCUSSÃO: A PRATICA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS PROPORCIONA BENEFÍCIOS FÍSICOS, SOCIAIS E PSICOLÓGICOS PARA OS IDOSOS. DENTRE ELES, A DIMINUIÇÃO DOS NÍVEIS DE TRIGLICERÍDEOS, REDUÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL SISTÊMICA, AUMENTO DO COLESTEROL HDL, AUMENTO DA SENSIBILIDADE DAS CÉLULAS A INSULINA, REDUÇÃO DA GORDURA CORPORAL, AUMENTO DA MASSA MUSCULAR, DIMINUIÇÃO DA PERDA MINERAL ÓSSEA, ENTRE OUTROS. CONCLUSÃO: PERCEBE-SE, POR MEIO DESTE ESTUDO, QUE A PRÁTICA DE ATIVIDADES FÍSICAS É DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA PARA A QUALIDADE DE VIDA DO IDOSO. POIS SÃO CAPAZES DE ATUAR DE FORMA AGUDA E CRÔNICA NAS MAIS VARIADAS PATOLOGIAS.

Veja o artigo completo: PDF