Resumo Trabalho

CONTEXTO SANITÁRIO DA HANSENÍASE E ENVELHECIMENTO

MARCOS TÚLIO RAPOSO

A HANSENÍASE É UMA DOENÇA INFECCIOSA GRANULOMATOSA, CAUSADA PELO BACILO MYCOBACTERIUM LEPRAE, QUE COMPROMETE PRINCIPALMENTE PELE E NERVOS PERIFÉRICOS. A DOENÇA PODE COMPROMETER A POPULAÇÃO EM QUALQUER FAIXA ETÁRIA, PORÉM, DEVIDO À SUA CONDIÇÃO CRÔNICA E AO LONGO PERÍODO DE EXPOSIÇÃO AO AGENTE ETIOLÓGICO É MAIS PREVALENTE NA POPULAÇÃO À MEDIDA QUE ESTA AVANÇA NA IDADE CRONOLÓGICA. O ESTUDO DESCREVEU AS CARACTERÍSTICAS EPIDEMIOLÓGICAS DA HANSENÍASE EM UM MUNICÍPIO DA REGIÃO SUDOESTE DO ESTADO DA BAHIA. CARACTERIZADO COM DESCRITIVO, O ESTUDO FOI DESENVOLVIDO EM JEQUIÉ-BA. OS DADOS FORAM COLETADOS A PARTIR DO SISTEMA NACIONAL DE AGRAVOS DE NOTIFICAÇÃO (SINAN) E ANALISADOS POR MEIO DO PROGRAMA STATA 14.0 (STATA CORPORATION, COLLEGE STATION, USA). FORAM DESCRITOS INDICADORES EPIDEMIOLÓGICOS PARA A HANSENÍASE DOS ANOS 2013 A 2018. FORAM IDENTIFICADOS 134 CASOS NOVOS DE HANSENÍASE, NO PERÍODO, SENDO 50 (37,3%) COM MAIS DE 60 ANOS. A DOENÇA NO MUNICÍPIO APRESENTA UM PADRÃO DE ALTA ENDEMICIDADE, COM COMPROMETIMENTO ESSENCIALMENTE DE POPULAÇÃO EM IDADE PRODUTIVA COM MÉDIA DE IDADE AO DIAGNÓSTICO DE 51,4 ANOS E, ENTRE IDOSOS, 69,3 (± 7,8) ANOS. OS INDICADORES EPIDEMIOLÓGICOS E OPERACIONAIS AVALIADOS REAFIRMAM A ALTA ENDEMICIDADE E OCORRÊNCIA DE LIMITAÇÕES OPERACIONAIS QUANTO AO CUMPRIMENTO DAS AÇÕES PROGRAMÁTICAS.

Veja o artigo completo: PDF